Contas inativas do FGTS: 5 respostas da Caixa a problemas relatados nos primeiros dias de saque - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Versão mobile

Entenda14/03/2017 | 14h42Atualizada em 14/03/2017 | 15h42

Contas inativas do FGTS: 5 respostas da Caixa a problemas relatados nos primeiros dias de saque

Banco que gerencia o Fundo responde dúvidas sobre os pagamentos

Contas inativas do FGTS: 5 respostas da Caixa a problemas relatados nos primeiros dias de saque Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A reportagem pediu respostas da Caixa Federal, que gerencia o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para os principais problemas relatados pelos trabalhadores que foram sacar o dinheiro das contas inativas do Fundo nestes primeiros dias de liberação devido à Medida Provisória que permitiu o saque fora das regras do FGTS.

Leia mais sobre o FGTS
Tudo que você precisa saber sobre o saque das contas inativas do FGTS
Contas inativas do FGTS: saque está liberado, você já conferiu se tem direito?

Somente na sexta-feira, o primeiro dia de pagamentos, 3,3 milhões de brasileiros sacaram ou receberam em conta R$ 3,8 bilhões referentes às contas inativas. Este balanço é o único informado pela Caixa até esta terça-feira. No total, 1,9 milhão de trabalhadores que fazem aniversário em janeiro e fevereiro receberam automaticamente R$ 2 bilhões em conta ou poupança porque já têm relacionamento bancário com a Caixa.

Veja as respostas da Caixa aos principais problemas:

1. Quando o saldo aparece zerado na consulta na internet, mas em consultas anteriores informava que havia dinheiro a receber? Isso foi um problema que aconteceu neste primeiro lote, com os nascidos em janeiro e fevereiro, ou vai se repetir? 
"A rotina de pagamento ordinário do FGTS prevê um prazo de até cinco dias úteis. Os casos de saque seguem essa lógica. A Caixa debita a conta do FGTS do trabalhador e paga nos dias posteriores de acordo com cada caso. Contudo, em razão do grande números de trabalhadores envolvidos nessa ação do saque das contas inativas, a Caixa preparou uma sistemática que pretende levar comodidade ao trabalhador. Nesse caso, a Caixa já começou a debitar as contas do FGTS para que todos que procurem sacar tenham seus recursos liberados no mesmo dia. Se o trabalhador já viu a sua conta e agora não aparece mais significa que seus valores já estão em processo de liberação para crédito em conta ou saque nas agências Caixa, lotéricos e correspondentes. Se o trabalhador tem conta poupança, no primeiro dia do cronograma, os valores serão creditados em conta. Os trabalhadores não precisam ficar preocupados. Os recursos disponíveis em conta, e liberados pela Medida Provisória, serão pagos no dia previsto. As contas vinculadas do FGTS em processo de liberação podem ser consultadas no serviço Extrato Completo, neste site, onde será exibida a data em que o valor estará disponível para o saque", informa a nota da Caixa.

2. Valor pago é menor do que o informado na consulta on-line, no site da Caixa Federal
O trabalhador deve ir até uma agência para buscar informações que identifiquem a falha.

3. Na consulta no site, há valor a ser pago, mas o saldo aparece zerado na hora da retirada
Também neste caso, a assessoria Caixa orienta que o trabalhador vá até uma agência para resolver o problema. 

4. Muitos trabalhadores relataram problemas no sistema da Caixa, ao tentar receber o saldo das contas inativas. A lentidão vai continuar?
"Devido à quantidade de acessos simultâneos para saque das contas inativas, os sistemas podem ocasionar instabilidade momentânea", diz a Caixa.

5. Há relatos de exigência da carteira de trabalho para saques de todos os valores. O site da Caixa informa que é necessário apresentá-la somente para valores acima de R$ 10 mil. A exigência mudou? É preciso levar o documento para retirar qualquer valor?
"Para comodidade no atendimento, a Caixa recomenda que os trabalhadores devem sempre ter em mãos o documento de identificação e Carteira de Trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Já para valores acima R$ 10 mil a apresentação de tais documentos passa a ser obrigatória.


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúchohttps://t.co/4tccF1Hk8bhá 1 horaRetweet
  • _patisshot

    _patisshot

    PatríciaCom certeza eu esqueço tudo o que a minha mãe faz, e é involuntário. Pq se eu lembrasse... eu seria manchete no diário gaúchohá 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros