Confira os cuidados que você precisa ter ao pegar dinheiro emprestado - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Cuidado com o crédito09/06/2017 | 20h00Atualizada em 11/06/2017 | 14h33

Confira os cuidados que você precisa ter ao pegar dinheiro emprestado

Procurar uma instituição autorizada pelo Banco Central e ter certeza de estar tratando, de fato, com a instituição em questão é fundamental

Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Precisar de dinheiro emprestado em um momento de aperto não é pecado nenhum. Fazendo bem as contas e sabendo que pode honrar com o compromisso, pode ser saída para um momento de crise. Principalmente, de acordo com especialistas em educação financeira, se o dinheiro servir para quitar dívidas caras como as dos cartões de crédito.

Leia mais
Os cuidados que se deve ter com empréstimos sem consulta aos cadastros 
Confira dicas para sair das dívidas sem cair em ciladas
118,68 mil trabalhadores do RS ainda não sacaram o abono salarial 2015

Além dos cuidados de saber muito bem para o que vai servir o recurso, é necessário escolher bem onde pedir o crédito. Tanto pela internet quanto em lojas físicas, há golpistas esperando para dar o bote. E, mesmo escolhendo bem, uma leitura superficial do contrato pode trazer uma surpresa desagradável lá na frente. 

Confira o que avaliar antes de tomar um empréstimo

– Não é proibido tomar um empréstimo se ele estiver dentro da estratégia de sanar as dívidas.
– Por isso, essa opção deve ser pensada friamente. Para que preciso do dinheiro? É mesmo necessário? A prestação cabe no meu orçamento?
– Procure sempre uma instituição autorizada pelo Banco Central e certifique-se de estar tratando, de fato, com a instituição em questão. Em caso de dúvida, confirme o telefone e o site oficial no portal do Banco Central.
– Não forneça dados pessoais nem cópia de documentos a desconhecidos.
– Não aceite a intermediação de pessoas, com promessas de acelerar o crédito. Pode ser uma fraude.
– Nunca faça depósito inicial para obter empréstimos, principalmente, em contas de pessoas físicas.
– Jamais ofereça seu cartão ou senha de banco a terceiros.
– Evite fazer empréstimos com empresas desconhecidas que veiculam anúncios em meios de comunicação e que não possuam uma sede física e um endereço conhecido.
– Desconfie de ofertas de crédito muito vantajosas ou facilitadas que dispensem avalista ou que não façam consultas a cadastros restritivos, como o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) ou a Serasa.
– Leia o contrato antes de assinar. Pergunte. Em caso de dúvida, não assine.
– Nunca assine fichas em branco.
– Não aceite acordos verbais. Peça tudo por escrito.
– Compare os prazos de diferentes opções de empréstimos e financiamentos e também de diferentes instituições. Solicite uma planilha de simulação da operação, com as parcelas que você deverá pagar.
– O BC oferece a Calculadora do Cidadão para calcular operações a partir de informações dadas pelo usuário.
– Se receber uma quantia inesperada em dinheiro, sempre que puder, pague adiantado o maior número possível de parcelas do empréstimo, pois assim você estará reduzindo o valor total da dívida e eliminando os juros restantes até o fim do contrato.

Fontes: Banco Central, Portal Meu Bolso Feliz e educadores financeiros Reinaldo Domingos e José Vignoli


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros