Quase 20% dos motoristas do RS têm direito à CNH Digital de graça; veja a taxa para os demais  - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Versão mobile

 

No smartphone26/12/2017 | 17h24Atualizada em 26/12/2017 | 17h26

 Quase 20% dos motoristas do RS têm direito à CNH Digital de graça; veja a taxa para os demais 

Condutores com Carteira de Motorista sem QR Code precisam solicitar uma segunda via, a um custo de R$ 51,84. Documento eletrônico não é obrigatório

 Quase 20% dos motoristas do RS têm direito à CNH Digital de graça; veja a taxa para os demais  Douglas Mafra/Detran-RS
Foto: Douglas Mafra / Detran-RS

O Detran-RS já está oferecendo a versão digital da Carteira Nacional de Habilitação (CNH-e). O serviço, que estava previsto para 1º de fevereiro, foi antecipado no Rio Grande do Sul, um dos seis primeiros Estados do país com acesso ao documento eletrônico. Para usar a CNH pelo smartphone, é preciso baixar o aplicativo gratuito CNH Digital por meio do Google Play Store ou pela App Store.  

Para utilizar o serviço, é preciso ter a versão da CNH impressa emitida a partir de 2 de maio de 2017, que conta com um QR Code (código escaneável em aparelhos eletrônicos) na parte interna.  De acordo com o Detran-RS,  das 4.246.880 CNHs válidas no Estado, 784.721 delas já têm o QR Code (18,47% do total). Esses motoristas não precisam pagar nada para solicitar a versão digital.

Os demais 81,52% dos condutores (3.462.159) que têm a versão anterior da Carteira de Motorista, se quiserem a mesma comodidade, precisarão solicitar uma segunda vida da CNH, pagando R$ 51,84 (tabela 2017 de valores do Detran-RS).

O Detran-RS alerta, entretanto, que os condutores interessados em usar a versão digital devem observar a data de renovação da CNH. Se estiver perto de atualizar a licença para dirigir, pode não valer a pena solicitar uma segunda via.

 A versão impressa continuará sendo emitida normalmente, mas o condutor poderá dirigir apenas com a CNH-e. Para isso, deverá atentar para o funcionamento de seu smartphone, já que, para efeitos de fiscalização, se o aparelho estiver descarregado, será considerado que a CNH não está sendo portada. 

Neste caso, o condutor será autuado com base no artigo 232 (conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório), uma infração leve que prevê multa de R$ 88,38, três pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do documento.   

Passo a passo da CNH Digital

Quem tem CNH com QR Code

1- Se você tem um certificado digital, pode acessar o Portal de Serviços do Denatran e cadastrar seus dados. 

2- Caso seu e-mail e telefone não estejam atualizados e você não possua um certificado, vá a um CFC e faça a atualização. Então, acesse o Portal de Serviços do Denatran e cadastre seus dados.

3- Após o cadastro ser efetuado no Portal de Serviços do Denatran, vá em Menu "CNH Digital", em seguida clique em "Ativação", então você receberá o e-mail com o código de autenticação. 

4- Baixe o aplicativo "CNH Digital". O seu primeiro acesso será com o código de autenticação e, após, será possível gerar uma nova senha com quatro dígitos.


Quem tem CNH sem QR Code

1- Caso sua carteira tenha sido emitida antes de 2 de maio de 2017, você dever ir a um CFC e solicitar uma segunda via da CNH, que custa R$ 51,84 pela tabela de valores deste ano. Não deixe de atualizar seu número de celular e endereço de e-mail.

2- Acesse o Portal de Serviços do Denatran e cadastre seus dados.

3- Após o cadastro ser efetuado no Portal de Serviços do Denatran, vá em "Menu CNH Digital", em seguida clique em "Ativação", então você receberá o e-mail com o código de autenticação. 

4- Baixe o aplicativo "CNH Digital". O seu primeiro acesso será com o código de autenticação e após, será possível gerar uma nova senha com quatro dígitos.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros