Full HD ou 4k? Em ano de Copa do Mundo, saiba como escolher a sua TV nova - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Para não perder nenhum lance04/04/2018 | 10h00Atualizada em 04/04/2018 | 10h00

Full HD ou 4k? Em ano de Copa do Mundo, saiba como escolher a sua TV nova

Venda de televisores deve crescer quase 9% neste ano, na comparação com 2017

Full HD ou 4k? Em ano de Copa do Mundo, saiba como escolher a sua TV nova Anselmo Cunha/Agencia RBS
Olair Vinícius Gonçalves Martin e Giovana Alves pesquisam opções em shopping de Porto Alegre Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS

Ano de Copa do Mundo, e a jogada se repete: torcedores se mobilizam para trocar a antiga TV por modelos maiores ou mais modernos, para desfrutar ao máximo das emoções de dentro de campo. Em 2014, na Copa do Brasil, foram quase 15 milhões de unidades vendidas, conforme a Eletros, a associação dos fabricantes de eletrodomésticos. Neste ano, a projeção é vender 12,6 milhões de aparelhos — longe da marca de 2014, mas ainda assim um crescimento perto dos 9% sobre os 11,5 milhões de 2017. E o futebol nem é o único pretexto para a tela nova.

— Gostamos de assistir a serviços de streaming de filmes e séries, e como passamos a morar juntos há poucas semanas, vamos comprar uma TV para a sala — diz Olair Vinícius Gonçalves Martins, 26 anos, ao lado da namorada Giovana Alves, 20, ambos profissionais da área de marketing.

— E nem precisa ser uma tela gigante — pondera ele, que, na segunda-feira, comparava as ofertas nas lojas de um shopping da Capital para decidir pelo melhor modelo.

Para os amantes da tecnologia — e do futebol —, este é um ano marcante. A Fifa anunciou que, pela primeira vez, uma Copa do Mundo terá todas as 64 partidas transmitidas com produção otimizada para o 4K com tecnologia High Dynamic Range (HDR). Serão oito câmeras 4K por partida, oito câmeras 1.080 Full HD, oito com câmera superlenta, duas ultra-motion, uma aérea pendurada por cabos e uma cineflex embutida em um helicóptero, entre outras. Ou seja: garantia de qualidade de ponta para acompanhar os detalhes da movimentação dos jogadores em campo. Mas, para o consumidor sem tanto conhecimento das diferentes tecnologias, fica difícil escolher qual o melhor aparelho para levar para casa.

— A tecnologia 4k traz a melhor resolução possível da imagem, por outro lado, são raros os programas neste formato que já são transmitidos pelas TVs fechadas, e nenhum das TVs abertas — explica Sady Jacques, especialista em tecnologia e organizações da Fórum Internacional Software Livre (Fisl) na Capital.

— Ou seja, é uma tecnologia para quem é mais ligado em filmes em Blu-ray ou serviços de streaming que oferecem essa qualidade de transmissão — completa.

Os televisores com tecnologia 4K, também chamados de Ultra HD, reproduzem quatro vezes a resolução de um Full HD. Para se ter uma ideia, a imagem de um aparelho Full HD é formada por 2 milhões de pixels, já em um 4K, são 8,3 milhões deles. E como as TVs 4K costumam vir ainda com outros recursos, acabam sendo mais caras do que as smart TVs com resolução HD ou Full HD, por exemplo.

Para aproveitar essa tecnologia, há conteúdos em 4K que podem ser assistidos por meio de aplicativos como Netflix, YouTube, Globo Play entre outros. Os Blu-ray também são preparados para ter ampla qualidade nas TVs 4k. É possível, ainda, fazer seus próprios filmes em 4K utilizando smartphones ou câmeras de ação que tenham essa tecnologia. Mesmo para conteúdos que ainda não estão nesta resolução, muitas TVs têm funções que transformam conteúdos de resolução mais baixas para imagens com a qualidade próxima à resolução 4K. Isso é feito com imagens da TV por assinatura, games e todas as outras que a TV estiver reproduzindo.

O que levar em conta antes de escolher sua TV


NA 4K

- Compare a diferença de modelos com RGBW, que inclui pixel branco, e com painel RGB, sem pixel branco, apenas vermelhos, verdes e azuis, com mais qualidade da imagem. O smartphone pode ajudar nesta tarefa: utilizando o seu celular na maior resolução possível, escolha uma parte da imagem da TV 4k que seja branca para realizar o teste. Em seguida, tire uma foto à distância de um palmo. Então, aproxime a foto no celular. O zoom da foto deve mostrar apenas pixels vermelhos, verdes e azuis (RGB). Se você enxergar pixels brancos, as cores são mais lavadas e as imagens terão menos nitidez.

- A plataforma smart da sua TV 4k (que é a "central de aplicativos") também precisa ser levada em conta. Cada fabricante utiliza uma diferente da outra. Pesquise se a plataforma da TV que você está de olho contempla os aplicativos que você mais usa _ muitas emissoras de TV nacionais e internacionais têm apps para esses softwares, bem como serviços de transmissão via internet, como a Netflix e o Crackle.

- Exija que a 4k tenha a função HDR (High Dynamic Range), utilizada na produção de filmes e séries e que apresenta um novo patamar de brilho e contraste. Os televisores compatíveis com esta tecnologia reproduzem imagens com melhores níveis de contraste, tons claros com mais brilho e tons pretos mais escuros, revelando os detalhes que os produtores de conteúdo audiovisual planejaram.

- Escolher o tipo de tela também é importante: ela pode ser LED ou OLED. Os modelos com LED costumam sair mais em conta, mas dependendo do ângulo que você fica da TV, pode perceber algumas alterações nas cores ou na imagem. Já a OLED é mais cara, mas as cores são mais vibrantes, além de a TV consumir bem menos energia. 

- Você terá ainda de escolher entre uma televisão curva ou plana. Com a tela curva, a sensação é de estar dentro da TV, o que é interessante principalmente para quem gosta de filmes de ação ou for jogar videogame. Por outro lado, se a TV for mais para ver um filme com a família, a tela em curva faz com que alguns espectadores que não fiquem bem no centro vejam a imagem distorcida.


 NA TV FULL HD (SMART TV TRADICIONAL)

- Fique atento à qualidade da imagem: atualmente, a grande maioria dos novos modelos já vem em Full HD (1920 x 1080p), mas é importante ficar de olho nesta informação, principalmente em promoções de opções mais antigas, com qualidade HD (720p), que é inferior.

- Esteja atento, também, às entradas para cabos e plugs. Os modelos de Smart TVs mais atuais já vêm com entradas HDMI, que permite plugar seu computador, por exemplo, e transmitir imagens e som em alta resolução. O plug também é importante para quem quer investir em um aparelho de DVD Blu-ray ou videogames modernos. Além disso, normalmente há o USB, ideal para plugar pendrives e HDs externos.

- Com o aumento de funcionalidades das novas TVs, os controles remotos ficaram também mais complexos. Quantas vezes você, a sua mãe ou o seu tio ficaram horas tentando descobrir como acessar uma função da TV? E agora que as televisões são inteligentes, parece que elas ganharam ainda mais botões. Então é importante dar uma olhada nos controles remotos e tirar as dúvidas com o vendedor antes de decidir por um modelo. 

- Caso não tenha sinal Wi-Fi em casa, certifique-se de que sua smartv tenha entrada LAN para internet via cabo. Ter um bom canal de acesso é importante para quase todas as funções inteligentes, como abrir aplicativos, redes sociais, navegação web ou até abrir suas notícias na TV. 

- Fique atento às possibilidades de espelhamento com o seu smartphone. Caso queira ter este tipo de experiência, é fundamental verificar se seu telefone é "compatível" com o sistema operacional da TV. O sistema mais comum dos smartphones é o Android, então se a TV tiver plataforma Android, terá espelhamento imediato com esses celulares. 

- Já quem tem IPhone pode espelhar o conteúdo da telinha na telona usando a Apple TV, um aparelho que funciona como uma central de entretenimento que pode ser plugada ao televisor do usuário. Mas se você quiser comprar uma TV de marca diferente a do seu telefone, nenhum problema: dispositivos acoplados na TV como os Chromecast ajudam a identificar o sinal do celular e reproduzem na telona. 


Como escolher o tamanho da tela

- A escolha da dimensão da tela está diretamente relacionada à distância que se tem entre o sofá e o local onde ficará a TV. Uma tela muito grande exige uma distância maior para que a visão não fique "incomodada" pelos pixels e englobe toda imagem (lembre-se do cinema, onde as poltronas ficam distantes). Já uma tela menor deve estar mais próxima para não forçar a visão do telespectador. Veja o tamanho mais adequado para cada caso.

TV Full HD

- Tela de 32 polegadas - 1,8 metro de distância

- Tela de 40" - 2,2m

- Tela de 42" - 2,4m

- Tela de 50" - 2,8m

- Tela de 60" - 3,4m

TV Ultra HD (4k)

No caso da 4K, a distância pode ser menor. Mesmo estando bem perto da TV, a qualidade da imagem continua a mesma, já que há muito mais resolução. Se a TV tem tela em curva, essa distância pode ser ainda menor, uma vez que a tela "se fecha" no entorno do espectador, facilitando a compreensão da imagem como um todo.

- Tela de 40" - 1,5m

- Tela de 48" - 2m

- Tela de 55" - 2,2m

- Tela de 65" - 2,8m

Fonte: Samsung Brasil, Magazine Luiza, Lojas Colombo e especialista em tecnologia Sady Jacques



 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 

Veja também

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros