Veja se você pode ser incluído no Cadastro Único e participar de programas sociais do governo federal - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Benefício06/04/2018 | 12h15Atualizada em 06/04/2018 | 12h15

Veja se você pode ser incluído no Cadastro Único e participar de programas sociais do governo federal

Cadastro pode ser feito em um Centro de Referência Social ou nas secretarias municipais de assistência social 

O Cadastro Único é a porta de entrada para mais de 20 programas sociais do governo federal, entre eles o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. Logo, quem precisar de um desses benefícios não pode perder tempo. 

Para ter acesso, é preciso apresentar a documentação exigida, além de atualizar as informações sempre que necessário. Para se inscrever, basta agendar atendimento presencial no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo ou na secretaria de assistência social do seu município.


Quem pode se inscrever

- O cadastro é aberto a famílias com renda de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 477) ou que ganham até três salários mínimos de renda mensal total (R$ 2.862), além de pessoas com deficiência e idosos acima de 65 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

- É preciso que uma pessoa da família se responsabilize pelas informações dos membros da família. Essa pessoa, chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF), deve ter, pelo menos, 16 anos e, preferencialmente, ser mulher. 

- É necessário que o responsável apresente CPF ou Título de Eleitor. Quanto aos outros membros da família, exige-se certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, Carteira de Identidade (RG), Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor. Para facilitar, é bom levar comprovante de endereço, de matrícula escolar das crianças e dos jovens de até 17 anos e carteira de trabalho.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros