Confira dicas para surpreender sem se endividar com o presente de Dia das Mães - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Criatividade08/05/2018 | 10h00Atualizada em 08/05/2018 | 10h00

Confira dicas para surpreender sem se endividar com o presente de Dia das Mães

Experiências organizadas por você são opções de presentes que não exigem gastos altos 

Comemorado no próximo domingo (13), o Dia das Mães  é a segunda data que mais aquece o mercado, perdendo apenas para o Natal em volume de vendas. Segundo pesquisa nacional do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 74% dos brasileiros devem presentear no Dia das Mães, e o gasto médio será de R$ 152,98. Na ponta dos itens mais procurados estão roupas estão perfumes e calçados. 

É nesses momentos que o endividamento, historicamente, sobe no país, segundo o doutor em Educação Financeira Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista. Ele afirma que o ideal é decidir com antecedência qual será o presente, pesquisar preços e poupar para comprá-lo à vista, sem pagar juros.

Mas o especialista destaca que, se o valor estiver salgado para o bolso dos filhos, não se deve fazer sacrifícios. A alternativa, que pode sair melhor do que qualquer compra, é criar um momento especial para desfrutar ao lado da mãe.

– É claro que as mães merecem o melhor sempre, elas doaram cada momento da vida para nós. E é exatamente por esse motivo que, para elas, o melhor presente é ver os filhos por perto e saudáveis em todos os aspectos, inclusive o financeiro – alerta Domingos.

Assim, um domingo inesquecível, um piquenique, uma tarde juntos, uma cesta de café da manhã preparada pelos próprios filhos são boas alternativas. 

– Com planejamento, a economia será maior, seu dia será mais prazeroso e vocês lembrarão para sempre dele – aconselha o educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli.

Confira, abaixo, algumas sugestões para sair do comum e surpreender as mães no dia delas. A dica é investir o máximo possível naquilo que se pode fazer em casa. 

– Fazer em casa é sempre mais barato. E, até mesmo para quem não tem familiaridade com a cozinha, é possível encontrar muitas dicas e receitas na internet para ajudar e garantir que nada saia errado – sugere a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Cinco presentes com emoção e economia

1 - Caminhada no parque e piquenique

Que tal levar sua mãe ao parque para caminharem juntos e, depois, curtirem um piquenique? Você pode chamar amigos dela ou a família para esse dia diferente. Cada pessoa pode levar um prato ou uma bebida, reduzindo os custos para todo mundo.

Mas faça você mesmo seus próprios pratos e lanches. Além de deixar o piquenique mais pessoal e gostoso, demonstra  mais preocupação com o momento. 


2 - Café da manhã personalizado 

Não precisa contratar nenhuma empresa daquelas que entregam cestas de café da manhã. Sai bem mais barato, e até mais saboroso, montar uma cesta personalizada com os itens que sua mãe gosta. Junto à cesta, pode-se, ainda, colocar cartas escritas à mão por toda a família. O desafio, mesmo, é pedir para as pessoas entregarem as cartinhas a tempo.


3 - Um vídeo especial

Com planejamento, tudo é possível. Antes do final de semana, peça para as pessoas que ela ama gravarem vídeos com mensagens bacanas e te enviarem por WhatsApp. Com a ajuda fácil de aplicativos gratuitos de edição de vídeo, pode-se juntar todos eles, colocar filtros e música. No domingo, exiba o vídeo para sua mãe no próprio smartphone, no tablet ou até na TV.


4 - Café da tarde em casa

Que tal preparar um bolo para ela? Uma dica a mais é gravar o preparo e, no Dia das Mães, exibir o vídeo. Depois, sirva o bolo em um café da tarde de domingo, com toda a família sentando e comendo junto. E não se esqueça de colocar o bolo em uma caixa bonita para ela desembrulhar e se sentir ainda mais presenteada.


5 - Tarde de maratonas

Já pensou em apostar naquela série que a sua mãe adora? Combine com a família e proporcione a ela uma tarde dominical de maratona para assistirem ou verem de novo todos juntos. Não esqueça da pipoca ou dos salgadinhos preferidos dela para acompanhar a sessão.

Fonte: educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli, e economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti 


Ao comprar presentes, não se endivida

A compra do presente para as mães deve ser um ato de responsabilidade financeira. Ou seja, o amor às mamães não é justificativa para entrar no vermelho. Confira 10 dicas para presentear e, ao mesmo tempo, proteger o bolso. 

1 – Antes de sair às compras, dê uma olhada no orçamento doméstico e verifique qual a disponibilidade de dinheiro. Se o saldo estiver baixo, calcule em quantas vezes o presente pode ser parcelado ou, então, escolha algo que pode ser pago com o que se tem. 

2 – Se a opção for dividir em prestações, não esqueça de lançar os valores nos meses seguintes no orçamento.   

3 – Se a opção for por fazer uma compra parcelada, verifique se há alguma pendência no CPF, no portal Consumidor Positivo, para evitar a recusa da venda por ter o nome negativado. 

4 – Pesquise os preços do que pretende comprar. Em épocas de grande apelo comercial, eles costumam variar. E desconfie de preços "milagrosos". 

5 – Se a opção for comprar em loja online, certifique-se de que a empresa existe. Não faltam  golpistas que criam lojas virtuais falsas em época de vendas. Para verificar a idoneidade, olhe na própria página da loja na internet se há informação do CNPJ e os canais de contato (como endereço, telefone ou e-mail).

6 – Se a loja for conhecida, procure digitar o endereço do site, chamado de URL, em seu equipamento. Copiar endereços online pode levar para lojas falsas, criadas por golpistas que passam a sensação de que se está comprando na loja oficial.

7 – Ainda na compra online, prefira fazer o pagamento com cartão de crédito, evite boleto ou transferência bancária. Caso ocorra problemas, peça o cancelamento para a administradora do cartão de crédito. 

8 – Não deixe de imprimir (ou salvar) as páginas da compra na internet, inclusive as que detalham o produto (preço, prazo de entrega etc.) e confirmam a efetivação da compra. 

9 – Lembre que a loja não é obrigada a trocar o produto caso não apresente defeito. Mas se for lhe ofertada essa possibilidade no ato da compra, confira se a informação está na nota fiscal ou em algum outro documento.

10 – Se a troca for necessária por defeito, saiba que pode esperar até 30 dias para ter de novo o produto em mãos, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor. Ainda na situação de defeito, só há o direito de pedir o dinheiro de volta ou exigir a troca se a empresa não fizer o reparo em um mês.

Fonte: Área de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito)


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros