Preço da gasolina cai 26 centavos em Porto Alegre nas últimas quatro semanas - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Alívio para o bolso19/12/2018 | 07h00Atualizada em 19/12/2018 | 07h00

Preço da gasolina cai 26 centavos em Porto Alegre nas últimas quatro semanas

Pesquisa da ANP mostra valor do litro de R$ 4,399 a R$ 4,89 na Capital

Preço da gasolina cai 26 centavos em Porto Alegre nas últimas quatro semanas Diorgenes Pandini/Diario Catarinense
Preço tem caído desde outubro Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense

Depois de bater em incendiários R$ 5 em outubro, o preço da gasolina tem dado certo alívio ao bolso dos motoristas. O valor do litro vem caindo nos últimos meses: pesquisas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostram que o preço médio na Capital baixou de R$ 4,906 em outubro para R$ 4,564 na semana passada.

A queda se acentuou desde o final do mês passado. O valor médio em Porto Alegre era de R$ 4,822 em 18 de novembro, uma diferença de quase 26 centavos para o da semana passada.

Leia mais
Petrobras mantém preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 1,6202 nesta quarta
Petróleo fecha a menos de 50 dólares o barril em Nova York
Como economizar luz, gás de cozinha e gasolina, vilões da inflação no orçamento familiar

— A Petrobras fez uma série de reduções no preço da gasolina nos últimos meses, em razão da queda no preço internacional do petróleo, e esta diferença tem sido repassada às bombas — explica o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal'Aqua.

De acordo com a Petrobras, em 19 de outubro a gasolina era vendida às distribuidoras por R$ 2,149. Agora, dois meses depois, o valor caiu para R$ 1,620 — diferença de 53 centavos. Nas últimas semanas, houve pouca oscilação, o que sugere que o valor não mudará muito nas bombas nos próximos dias. 

Os valores cobrados pela Petrobras podem causar estranheza a quem paga mais do que o dobro nos postos. Esta diferença se deve aos impostos e contribuições sobre a gasolina, que chegam a quase 50% do valor do produto. O ICMS do Rio Grande do Sul é um dos mais caros do Brasil, com alíquota de 30%, e as taxas federais Cide, PIS/Pasep e Cofins totalizam 16%. E ainda há o custo do frete e a adição de etanol anidro, que encarece o combustível.

— A margem de lucro dos postos e das distribuidoras é de aproximadamente 15%, então há pouca margem para grandes diferenças de preços — diz Dal´Aqua.

Diferença de 18 centavos

Ainda assim, quem procura encontra gasolina até 18 centavos abaixo da média em Porto Alegre. A pesquisa da ANP em 39 postos encontrou o menor preço em um posto bandeira Ipiranga no bairro Sarandi, a R$ 4,399. O mais caro também era um posto Ipiranga, mas no bairro Petrópolis, a R$ 4,899. A diferença entre ambos, de exatos 50 centavos, significa que quem encher um tanque de 40 litros no posto do Sarandi gastará R$ 20 a menos do quem o fizer no posto do Petrópolis. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 18-12-2018: Motoristas falam como eles percebem o preço da gasolina hoje, quanto pesa no orçamento e como fazem para poupar gastos no combustível. Na foto, Stela Silveira (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Diário Gaúcho).
Stela procura organizar bem as saídasFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Para quem roda bastante de carro, é uma diferença importante. A advogada Stela Silveira, 53, moradora do bairro Sarandi, depende do carro para trabalhar, e por isso o gasto mensal com gasolina é alto: cerca de R$ 500. Para não extrapolar demais o valor, tenta organizar sua agenda de forma a resolver vários compromissos próximos no mesmo dia. 

— Numa volta só, eu vou passando nos lugares e consigo economizar um pouquinho. Tipo agora, eu vou a Canoas resolver todos os compromissos por lá nesta semana, depois vou a Viamão fazer o mesmo — disse ela, na última terça-feira.


Preço médio da gasolina na Capital nas últimas quatro semanas

  • De 18 a 24 de novembro R$ 4,822
  • De 25 de novembro a 1º de dezembro R$ 4,721
  • De 2 a 8 de dezembro R$ 4,688
  • De 9 a 15 de dezembro R$ 4,564
    Fonte: Pesquisa de preços da ANP

Preço médio da gasolina em algumas cidades 

  • Sapucaia do Sul: R$ 4,28
  • Esteio: R$ 4,37
  • Gravataí: R$ 4,42
  • Canoas: R$ 4,43
  • Cachoeirinha: R$ 4,59
  • Guaíba: R$ 4,64
  • Viamão: R$ 4,65
  • Alvorada: R$ 4,73
    Fonte: ANP, pesquisa entre 9 e 15/12

Os postos mais baratos de Porto Alegre

  • Posto Ipiranga na Avenida Francisco Silveira Bitencourt, 1955 (Sarandi) R$ 4,399
  • Posto bandeira branca na Estrada do Forte, 1812 (Ipiranga) R$ 4,459
  • Posto bandeira branca na Avenida Assis Brasil, 6389 (Sarandi) R$ 4,459 
  • Posto bandeira branca na Estr. João O. Remião, 5839 (Lomba do Pinheiro) R$ 4,469
  • Posto Ipiranga na Avenida Plínio Brasil Milano, 2049 (Passo D´Areia) R$ 4,479
  • Posto Petrobras na Avenida Juca Batista, 630 (Ipanema) R$ 4,49
  • Posto Petrobras na Avenida Bento Gonçalves, 2599 (Partenon) R$ 4,49
  • Posto Ipiranga na Avenida Bento Gonçalves, 4937 (São José) R$ 4,497
  • Posto Raizen na Avenida Bento Gonçalves, 9023 (Agronomia) R$ 4,499
  • Posto bandeira branca na Avenida Antônio de Carvalho, 2114 (Agronomia) R$ 4,499
  • Posto Raizen na Rua Santana, 608 (Santana) R$ 4,499
  • Posto Ipiranga na Avenida Bento Gonçalves, 1960 (Partenon) R$ 4,499

Fonte: Pesquisa de preços da ANP realizado entre os dias 9 e 15 de dezembro junto a 39 estabelecimentos


Sete dicas para economizar no dia a dia

  • Trocar as marchas na hora certa mantém a rotação baixa e poupa gasolina.
  • Rodar com os pneus calibrados é essencial para economizar combustível. O ideal é fazer a conferência uma vez a cada 15 dias.
  • Gasolina aditivada deixa o motor mais limpo e ajuda no consumo ideal. Mas isso só funciona com o uso continuado da aditivada.
  • Veículo em velocidade constante poupa combustível. Quanto menos se acelera e freia para mudar de velocidade, menos combustível o motor puxa. 
  • Trafegar em estrada em velocidade elevada com os vidros abertos causa um efeito de "freio" no veículo, e o gasto equivale ao do ar-condicionado. Na velocidade urbana, esse efeito é irrelevante.
  • Carro mais leve é mais econômico. Por isso é importante tirar do porta-malas a carga desnecessária para não ter prejuízo no dia a dia.
  • Manutenção faz o veículo gastar menos combustível. O segredo para o motor não consumir demais está no bom estado das velas e dos filtros do motor.

Fontes: Centro de Pesquisa do Instituto Mauá de Tecnologia (SP)





 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros