Mulheres com mais de 62 anos e homens a partir de 65 já podem sacar as cotas do Fundo PIS/Pasep - Espaço do Trabalhador - Notícias

Versão mobile

 

Dinheiro liberado14/12/2017 | 15h55Atualizada em 14/12/2017 | 16h42

Mulheres com mais de 62 anos e homens a partir de 65 já podem sacar as cotas do Fundo PIS/Pasep

Sem data limite, retirada do dinheiro foi liberada nesta quinta-feira (14)

O governo federal liberou nesta quinta-feira (14) o saque das cotas do antigo Fundo PIS/Pasep para mais um grupo de beneficiários. Mulheres com 62 anos ou mais e homens a partir de 65 anos já podem sacar o dinheiro. Cerca de 7,8 milhões de trabalhadores que estavam cadastrados no PIS/Pasep antes de 4 de outubro de 1988 possuem algum valor para receber. A soma, informa o governo, chega a R$ 15,2 bilhões.

O pagamento foi autorizado pela Medida Provisória nº 797, de 23 de agosto de 2017, que mudou o critério da idade para saque. Antes, era preciso ter mais de 70 anos. Em outubro, foram liberadas as primeiras retiradas. Aposentados de qualquer idade também já foram beneficiados.

O Fundo Pis/Pasep foi criado na década de 1970. Os empregadores depositavam mensalmente um valor proporcional ao salário dos trabalhadores em contas vinculadas a eles, como ocorre hoje com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Com a Constituição de 1988, os empregadores deixaram de depositar o dinheiro individualmente para os trabalhadores e passaram a recolher à União, que destina o recurso ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), responsável pelo pagamento de benefícios como Seguro-Desemprego e Abono Salarial. No entanto, os valores depositados nas contas individuais no Fundo PIS/Pasep antes da mudança constitucional permaneceram lá. Os trabalhadores titulares dessas contas - ou seus herdeiros, no caso de morte do titular - podem sacar o saldo existente de acordo com os motivos de saque estabelecidos em lei. Um desses motivos é a idade, que o governo reduziu. Após liberado o saque, não há data limite para retirada.

Onde sacar

- Trabalhadores da iniciativa privada sacam os valores na Caixa

- Servidores públicos fazem a retirada no Banco do Brasil.

Como sacar

- No caso da Caixa, quem tem até R$ 1,5 mil a receber poderá retirar o valor com a Senha Cidadão nos terminais de autoatendimento. Entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil, é necessário ter o Cartão do Cidadão e senha.

- Valores acima de R$ 3 mil só poderão ser retirados nas agências bancárias. Quem tem conta corrente, Caixa Fácil ou poupança na Caixa terá o valor depositado diretamente nas contas.

- O Banco do Brasil também vai depositar os valores diretamente na conta dos trabalhadores que já forem clientes do banco. Os demais precisarão fazer uma consulta do saldo e, em seguida, uma transferência bancária.

Quem tem direito

- Quem trabalhou formalmente até 4 de outubro de 1988 e hoje atende a algum dos seguintes critérios:

- Aposentadoria.

- Falecimento (dependentes podem solicitar o saque).

- HIV-Aids (Lei 7.670/88).

- Neoplasia maligna - Câncer (Lei 8.922/94).

-Reforma militar.

-  Amparo Social (Lei 8.742/93): Amparo Assistencial a Portadores de Deficiência (espécie 87) e Amparo Social ao Idoso (espécie 88).

- Invalidez (com ou sem concessão de aposentadoria).

- Reserva remunerada.

- Idade igual ou superior a 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

- For acometido de doenças ou afecções listadas na Portaria Interministerial MPAS/MS nº 2998/2001 (titular ou um de seus dependentes).

Consulte seu saldo

- Caixa:  neste site 

- Servidores públicos vinculados ao Pasep devem buscar informações no Banco do Brasil


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros