Saiba como buscar vagas de estágio no governo do Estado após a extinção da FDRH - Espaço do Trabalhador - Notícias

Versão mobile

 

Mudanças01/02/2018 | 12h03Atualizada em 01/02/2018 | 12h03

Saiba como buscar vagas de estágio no governo do Estado após a extinção da FDRH

Estudantes podem fazer o registro em novo site a partir desta quinta-feira, mas a nova gestora dos contratos irá se responsabilizar por seleções a partir de 1º de março

A extinção da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH) trará uma série de mudanças para quem busca estágio no governo do Estado, suas secretarias, autarquias e demais órgãos. Uma organização não-governamental foi contratada para fazer a gestão dos contratos e cuidar dos recrutamentos, a Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), a quem caberá selecionar estagiários, divulgar vagas, assinar, renovar e rescindir contratos. Para o cidadão, haverá mudanças importantes no processo de contratação. 

O monitoramento das vagas e o cadastro de currículos passarão a ser feitos apenas no site da Renapsi. Estudantes de cursos técnicos, Ensino Médio e Superior podem fazer o registro no site a partir desta quinta-feira (1). Entretanto, a Renapsi passará a se responsabilizar por seleções e gestão dos contratos apenas de 1º de março. Nesta data, todo procedimento burocrático para fazer o cadastro (entrega de documentos, assinatura de contratos etc) será na sede física da empresa (confira endereço abaixo), e não mais na FDRH. 

— O processo todo de agenciamento de estágios no governo do Estado estará de cara nova. Será um sistema mais modernizado, que trará novas formas de encontrar e concorrer a vagas — afirma Franklin Ribeiro, gerente regional da Renapsi.

Os contratos já ativos passarão a ser geridos pela Renapsi. A organização promete realizar programas de capacitação junto aos candidatos, melhorando suas habilidades para lidar com processos de seleção e na condução da carreira. Os cursos serão gratuitos e envolverão até 200 pessoas por mês. As lições passarão por elaboração de currículo, postura em entrevista de emprego e ética no ambiente de trabalho. 

— É uma capacitação que a Renapsi já faz em outros Estados onde atua e começará a aplicar também no Rio Grande do Sul — diz Ribeiro. 

Atualmente, a empresa tem feito treinamento com servidores de secretarias e demais órgãos do governo para preparar a implementação de seu sistema. Pelo acordo definido por licitação, a empresa irá gerir contratos da ordem de R$ 32 milhões. A comissão da empresa será de 1,58% deste valor.

De acordo com a ONG, um dos benefícios será uma plataforma online, onde cada secretaria poderá fazer adesão e a contratação de forma mais simples e ágil, sem a necessidade de envio imediato de documentos em papel. Um software de gestão também facilitará a realização dos procedimentos administrativos das instituições de ensino, unidades concedentes e dos próprios estagiários, afirma Ribeiro.


Como funcionará o serviço de estágios no governo do Estado 

-> Cadastro de currículos: poderá ser feito a partir desta quinta-feira ( 1) neste site
-> Consultas de vagas: poderão ser feitas no mesmo site a partir de 1º de março, quando a empresa assumirá a gestão dos contratos no Estado.  
-> Entrega de documentação, assinatura, renovação ou rescisão de contrato: ocorrerá na sede física da Renapsi, na Rua Sete de Setembro, 730, sobreloja (Centro Histórico da Capital).
-> Projetos de capacitação: mensalmente, a Renapsi chamará de cem a 200 estudantes para cursos de um dia para ensinar a melhorar suas condições de contratação. Haverá curso gratuito de postura profissional, comportamento em entrevista de emprego e montagem de currículo. 


O contrato com o governo

-> A empresa assume, em 1º de fevereiro de 2018, 6,5 mil contratos de estágio em vigor com o governo do Estado
-> Será responsável pela divulgação de vagas, seleção, contratação e manutenção dos contratos de estágio já ativos
-> No total, irá gerir contratos da ordem de R$ 32 milhões. Chamada por licitação, a comissão da empresa será de 1,58% deste valor (o que daria um custo aproximado de R$ 505 mil aos cofres públicos por ano).
->  A Renapsi atua em 23 Estados no agenciamento de estágios junto aos governos. No RS, a empresa já atuava nos escopos dos programas Rede Pró-Aprendiz e Rede Pró Estágio Brasil. Além das contratações para o governo, também gerencia vagas de estágio em empresas privadas. 













 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros