Saiba como deixar a busca por emprego mais eficiente - Espaço do Trabalhador - Notícias

Versão mobile

 

Mercado de trabalho10/04/2018 | 07h00Atualizada em 10/04/2018 | 11h17

Saiba como deixar a busca por emprego mais eficiente

Redes Sociais, como o LinkedIn, sites de vagas e networking estão entre as dicas de especialistas para quem está à procura de uma vaga

Saiba como deixar a busca por emprego mais eficiente Robinson Estrásulas/Agencia RBS
Daniela Sangalli encontrou uma oportunidade por meio do grupo Vagas de Comunicação no RS no Facebook Foto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS

Foi-se o tempo em que para conseguir uma vaga de emprego era preciso se deslocar até as empresas e estabelecimentos para entregar um currículo impresso. Não que essa prática não exista mais, mas há outras maneiras que, muito mais do que praticidade, trazem eficiência à tarefa de encontrar uma vaga adequada ao seu perfil e suas preferências. A forma de procurar uma oportunidade pode, até mesmo, aumentar as chances de ser chamado para uma entrevista. 

De acordo com Gabryellen Fraga, consultora do Escritório de Carreiras da PUC-RS, o LinkedIn é a principal ferramenta de recrutamento atualmente e será cada vez mais utilizada, tanto por empresas, quanto por profissionais. Por isso, se você não tem um perfil nessa rede social, aconselha-se criar um e, caso tenha, é importante mantê-lo atualizado. Gabryellen orienta, ainda,  participar de grupos na rede social que sejam alinhados à sua área de atuação, além de seguir perfis de empresas e de consultorias, para ficar atento às vagas. 

Uma dica é se conectar com headhunters — recrutadores que trabalham em empresas de recrutamento e seleção — e incluir uma nota pessoal, apresentando-se, para não ir direto ao ponto, mas, após se apresentar, dizer qual a sua intenção, como por exemplo, que tipo de oportunidade você está procurando. 

Outra forma de encontrar vagas são grupos no Facebook destinados à divulgação de oportunidades, especialmente aqueles de áreas específicas. Segundo Thaís Garzieira, sócia-diretora da Staff Recrutamento e Consultoria em RH, é muito válido participar destes grupos, além de seguir páginas de empresas que você tenha interesse em trabalhar, pois também é um meio de divulgação de vagas. 

— Existe até mesmo grupos no Whatsapp de troca de oportunidades — afirma a coach executiva Simone Kramer, vice-presidente de expansão da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH).

Foi por meio do grupo no Facebook Vagas de Comunicação no RS que, há cerca de um ano, a jornalista Daniela Sangalli conseguiu o atual emprego. Ela faz especialização em Jornalismo Digital na PUC-RS e já havia mandado currículo para outras oportunidades que encontrou no grupo. Foi quando viu uma vaga de estágio na Loop Reclame, uma agência que fornece serviços como produção de áudio, estratégia e conteúdo ligados a artistas e à música e curadoria de festivais. Ao ver a oportunidade, Daniela entrou em contato por e-mail e marcou entrevista via Facebook. Foi contratada como estagiária e, em março, foi efetivada como assistente de produção. 

— Sou assistente de produção do selo musical da produtora, o Loop Discos. Eu cuido das redes sociais, faço releases e me envolvo no planejamento de lançamento dos artistas, também faço algum material que eles precisem — conta. 

Eduardo Santos, CEO da produtora, afirma que sempre divulga vagas em grupos e também no seu perfil pessoal no Facebook, pois, assim, a divulgação vai sendo replicada por outras pessoas, através do compartilhamento.

— Nem penso em outro lugar, para mim é mais prático — comenta. 


Tenha foco e não se jogue a todas as oportunidades

É comum que, no desespero por conseguir um emprego, uma pessoa se candidate para todas as oportunidades disponíveis em vários sites que divulgam vagas. Mas saiba que isso é um erro. De acordo com Gabryellen Fraga, consultora do Escritório de Carreiras da PUC-RS, no momento que você se inscreve para muitas vagas em um mesmo site, você não deixa claro qual o seu objetivo profissional. O ideal é identificar vagas que tenham relação com o seu currículo, para evitar uma possível frustração, como por exemplo, em alguma etapa da seleção, você acabar percebendo que a vaga não se encaixa com o seu perfil. A coach executiva Simone Kramer, vice-presidente de expansão da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), orienta, ainda, se candidatar nos próprios sites de empresas nas quais você gostaria de trabalhar, pois muitos contam com a seção "Trabalhe conosco".  

Além de fazer cadastro em sites de vagas, é importante manter os dados atualizados, pois isso garante mais visibilidade e amplia as chances de ser chamado para uma seleção. Na  Staff Recrutamento e Consultoria em RH, por exemplo, a sócia-diretora Thaís Garzieira conta que os recrutadores conseguem ver a última data que o candidato acessou seu cadastro. 

— É importante manter atualizados os contatos, as experiências e os cursos realizados — orienta. 

Confira três dicas para ser mais assertivo  na busca de uma vaga


1 - Use as redes sociais como ferramenta para encontrar emprego

- De acordo com Gabryellen Fraga, consultora do Escritório de Carreiras da PUC-RS, o LinkedIn é a principal ferramenta de recrutamento atualmente e será cada vez mais utilizada.

- Mas não basta criar um perfil na rede, é importante mantê-lo atualizado. 

- Participar de grupos na rede social que sejam alinhados a sua área de atuação, além de seguir perfis de empresas e de consultorias, é outra dica para se manter informado sobre as vagas com o perfil que você busca.  

- Conecte-se a headhunters (recrutadores que trabalham em empresas de recrutamento e seleção). 

- Grupos de Facebook destinados à divulgação de oportunidades também são uma porta de entrada para novas oportunidades. Além disso, você pode seguir páginas de empresas nas quais tem interesse em trabalhar. 


2 - Tenha foco e mantenha seus dados atualizados

- Para especialistas da área de recrutamento, se candidatar a todas as vagas que aparecem é um erro. Ao se inscrever a muitas vagas em um mesmo site, por exemplo, você não deixa claro qual o seu objetivo profissional. O indicado é identificar vagas que tenham relação com o seu currículo.

- Candidatar-se diretamente nos sites das empresas nas quais você gostaria de trabalhar ajuda a manter o foco.

- Thaís Garzieira, sócia-diretora da Staff Recrutamento e Consultoria em RH, dá dicas de sites para quem está buscando uma oportunidade. Segundo ela, profissionais voltados à área de Tecnologia da Informação, por exemplo, podem encontrar boas vagas no InfoJobs. Já para quem atua nas áreas comercial e administrativa, Thaís aconselha que se inscreva no Vagas.com, onde são oferecidas oportunidades para empresas de grande porte e multinacionais. Já no empregos.com, encontram-se cargos disponíveis para empresas de pequeno e médio porte. O site Indeed é uma plataforma nova que, de acordo com ela, vale a pena conhecer, pois há vagas para todas as áreas. 

- No site Love Mondays, além de vagas, é possível encontrar avaliações sobre empresas em termos de ambiente de trabalho e benefícios, por exemplo, com feedbacks de pessoas que já atuaram nas instituições.

- Além de se cadastrar em sites de vagas, é importante manter os dados atualizados, medida que garante mais visibilidade e maiores chances de ser chamado para uma seleção. 


3 - Faça networking

- Você deve conhecer alguém que já conseguiu uma oportunidade de emprego por indicação. Por isso, networking é essencial. Mas não só para quem está em busca de uma vaga, como também para quem já está no mercado de trabalho, manter uma rede de contatos profissionais é quase tão importante quanto criá-la. 

- De acordo com a coach executiva Simone Kramer, vice-presidente de expansão da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), 50% das oportunidades de mercado são indicações, não diretamente para contratação, mas para participação de processos seletivos que nem chegam a ser divulgados externamente.  

- Há várias formas de preservar a conexão com suas relações profissionais. Uma dica é, em torno de uma vez ao mês, marcar um almoço ou um café com pessoas que atuem ou tenham ligação com empresas que você gostaria de trabalhar. Caso você fique muito tempo sem ter esse contato, fica difícil buscar um profissional sem dar a impressão de que a procura foi apenas por interesse. 

- Networking também pode ser feito também em bate-papos e eventos voltados para a sua área profissional que, muitas vezes, são gratuitos.

- Faça uma lista com nomes de pessoas que você já teve boas relações profissionais, como ex-colegas e ex-chefes, e entre em contato, explicando que está em busca de uma nova oportunidade.  

Fontes: Gabryellen Fraga, consultoria do Escritório de Carreiras da PUC-RS; Simone Kramer, coach executiva e vice-presidente de expansão da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) e Thaís Garzieira, sócia-diretora da Staff Recrutamento e Consultoria em RH

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros