Candidatos a salva-vidas tatuados são desclassificados de seleção - Notícias

Vers?o mobile

 
 

18/01/2011 | 04h06Atualizada em 18/01/2011 | 08h13

Candidatos a salva-vidas tatuados são desclassificados de seleção

Parte dos 107 interessados nas vagas foi reprovada na segunda-feira em virtude da norma

Candidatos a salva-vidas tatuados são desclassificados de seleção Roberto Witter/Especial
Eliminados se reuniram em Cassino para protestar contra a regra Foto: Roberto Witter / Especial
Guilherme Mazui
Em um veraneio com 1.228 salvamentos em águas gaúchas, alta de mais de 15% em relação à temporada passada, as restrições contra tatuagens dificultam o recrutamento de salva-vidas civis temporários.

Você concorda com esta restrição? Opine.

Para as 600 vagas abertas em edital público, houve 107 interessados. Parte foi reprovada na segunda-feira em virtude da norma.

A situação levanta o questionamento sobre a proibição, regra nos concursos da Brigada Militar. O edital publicado em 29 de dezembro só permite tatuagens em regiões do corpo cobertas pelo uniforme de trabalho, sunga e regata no caso dos salva-vidas. Assim, desenhos em braços, pernas e pescoço eliminam os candidatos na primeira das três etapas da seleção, realizada na segunda-feira em Rio Grande, Santa Maria e Porto Alegre.

>> Leia a reportagem completa na
edição de Zero Hora desta terça-feira

ZERO HORA

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros