Vovó Júlia tem 109 motivos para comemorar - Notícias

Versão mobile

 
 

Exemplo22/10/2012 | 07h23

Vovó Júlia tem 109 motivos para comemorar

Com muito fôlego, centenária Júlia Goulart festeja a vida

Vovó Júlia tem 109 motivos para comemorar Marcelo Oliveira/Agencia RBS
Haja fôlego! Foto: Marcelo Oliveira / Agencia RBS

Cada um dos 109 anos de Júlia Feix Goulart construiu a trajetória comemorada ontem com uma festa que reuniu a numerosa família em torno da alegre e bem disposta vovó, na Vila Farrapos. Tentar dimensionar o tamanho da família é difícil: sete filhas, 33 netos... e a conta segue até chegar aos tataranetos, passando por bisnetos e trinetos. Com a quinta geração celebrando seu aniversário, a senhora nascida em Santiago, a 441km da Capital, não teria como se sentir diferente:

- Estou muito feliz.

Vida longa e saudável

A festa teve bolo, salgadinhos e muitas fotos. Ao final do parabéns, ela também aplaudiu e sorriu.

A trajetória não é apenas longa, mas saudável e lúcida. Dona Júlia não toma medicamentos, pois o corpo funciona perfeitamente. Necessita apenas de uma bengala e de apoio para caminhar. E, se a audição já não está perfeita, a visão é excelente.

- Pode escrever que eu leio - disse, apontando para o bloco de notas da repórter.

Parabéns de todos!

- Desejo que ela tenha bastante saúde e viva até quando Deus quiser. Ela é lúcida, conhece todo mundo, lê a Bíblia. Fico muito feliz!
Alda Goulart Vieira, filha, 82 anos

- Se nós achamos a vida boa, temos de agradecer a nossa descendência. Sou orgulhoso por fazer parte dessa família, que ela é matriarca. É uma alegria comemorar esse aniversário.
Sérgio Luiz Goulart Vieira, neto, 55 anos

- Quando eu nasci ela tava fazendo 100 anos! Todos os dias de manhã eu vou lá ver ela. Feliz aniversário!
Sergio Luiz Goulart Vieira Júnior, bisneto, que comemorou nove anos junto com os 109 da bisavó

- Eu queria que ela vivesse mais tempo. Com certeza, seria uma alegria para todos nós. Fico muito feliz de estar aqui.
Emily Santos Barbosa, 13 anos, trineta

Rotina feliz

A família conta que, em casa, ela acorda por volta das 9h, faz as refeições sozinha - com calma, em uma bandeja levada até sua cama - tira uma soneca depois do almoço e passa horas lendo a Bíblia. Adventista, gosta de contar passagens do livro e cantar hinos. E não vai dormir antes da meia-noite. Tarde? Aos 109 anos, quem se atreve a dizer que ela não tem razão?

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 

Mais sobre

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros