Instabilidade em sistema deixa desempregados sem seguro - Notícias

Versão mobile

 
 

Na mão29/05/2014 | 10h03

Instabilidade em sistema deixa desempregados sem seguro

Transtornos para encaminhar seguro-desemprego preocupam quem está tentando solicitar o benefício

Instabilidade em sistema deixa desempregados sem seguro Marcelo Oliveira/Agencia RBS
Sabrina Dornelles não conseguiu acesso ao benefício Foto: Marcelo Oliveira / Agencia RBS

Uma instabilidade no sistema Mais Emprego da Fundação Gaúcha de Trabalho e Ação Social (Fgtas) está causando dor de cabeça para quem tenta encaminhar o seguro-desemprego.

Sem saber quando terá acesso ao benefício e com o início do mês se aproximando, Sabrina Dornelles, 24 anos, começa a se preocupar com o vencimento das contas de junho. Moradora do Bairro Bom Sucesso, em Gravataí, ela depende dos salários para quitar despesas e fazer cursos na área de logística, onde pretende atuar após a experiência como vendedora.

O temor de ter o orçamento comprometido está afetando usuários de todas as agências do Sistema Nacional de Emprego (Sine) no País que operam com o Mais Emprego, segundo a Assessoria de Comunicação do Fgtas. Desde a quinta-feira passada o sistema tem apresentado falhas devido a uma atualização que está sendo feita a pedido do Ministério do Trabalho. Na sexta-feira, o sistema do Portal Mais Emprego estará totalmente indisponível para atualização. Por isso, as agências que utilizam o sistema não farão atendimento de solicitação do seguro-desemprego e encaminhamento ao emprego, serviço que também foi afetado.

Madrugar na fila

Avisos na entrada da agência Fgtas/Sine de Gravataí orientam os desempregados a nem formarem filas devido ao problema. Ontem, a coordenadora da agência, Paula Kowalski, disse que não foi informada de quando o serviço voltará ao normal.

- A gente está a disposição das pessoas, querendo trabalhar, mas o sistema não ajuda - explica.

Além de não saber quando poderá sacar o seguro-desemprego, Sabrina Dornelles foi avisada de que é preciso madrugar para conseguir uma das 60 fichas disponibilizadas por dia ao serviço. A agência abre portas às 8h, mas, para garantir o atendimento, é preciso chegar bem antes disso e esperar na fila.

Promessa de solução para segunda-feira

A expectativa do Fgtas é de que o sistema esteja normalizado na segunda-feira.
O Sistema Mais Emprego é utilizado por 127 agências no Rio Grande do Sul em 125 municípios. Três delas estão localizadas em Porto Alegre, no Centro (Rua José Montaury, 31), na Zona Norte (Rua Domingo Rubbo, 51) e na Azenha (Avenida Doutor Carlos Barbosa, 618).

O Fgtas não sabe informar o número de agências que estão sendo prejudicadas pela instabilidade no sistema, mas ressalta que algumas não registraram transtornos, enquanto outras apresentam mais problemas. Apenas em abril foram encaminhados 40.277 pedidos de seguro-desemprego no Estado. Na Agência Tudo Fácil Centro, em Porto Alegre, são feitas, em média, 130 solicitações diárias. Do encaminhamento até o recebimento do benefício, passam cerca de 30 dias.

O que está acontecendo:
Problema:
instabilidade no sistema Mais Emprego do Fgtas tem prejudicado as solicitações de seguro-desemprego e encaminhamento ao emprego.
Motivo: atualização do sistema feita a pedido do Ministério do Trabalho.
Atingidos: o Fgtas não sabe quantificar o contingente de agências que registraram o problema, mas apenas em abril foram feitas mais de 40 mil solicitações de benefícios no Estado.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros