Consumo de pipoca aumenta 400% nos supermercados da Capital - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Efeito Copa17/06/2014 | 08h01

Consumo de pipoca aumenta 400% nos supermercados da Capital

O segundo jogo do Brasil, nesta terça-feira, deve aumentar a procura por milho de pipoca

Consumo de pipoca aumenta 400% nos supermercados da Capital Fröhlich/Divulgação
O crescimento nas vendas foi de 400% na estreia do jogo do Brasil Foto: Fröhlich / Divulgação

Amarelinho como a camisa da Seleção Brasileira, o milho de pipoca é uma das estrelas do Mundial. Segundo a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), o grão mais gostoso do momento está em alta no mercado. E, como os números da Copa, vem batendo recordes.

A estreia do Brasil, na quinta passada, gerou uma corrida às prateleiras e o melhor dia de vendas do petisco na história do setor. O crescimento foi de 400% em relação ao mesmo dia de 2013 - marca que pode ser superada hoje ou nos próximos dias.

Mercados foram reabastecidos
O presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, afirma que as redes estão abastecidas.
- As lojas se prepararam e, no geral, não faltou o produto, mas, em um ou outro ponto de venda que não tenha se planejado, pode ter faltado. Os estoques já estão amplamente reabastecidos - garante Longo.

A pipoqueira da família Lima 
Companhia preferida da família da dona de casa Carmem Lúcia Lima, 62 anos, durante os jogos, o lanche branquinho e salgadinho alimenta a torcida reunida diante da tevê. Logo mais, os Lima estarão reunidos novamente para o mesmo ritual: comer pipoca e vibrar com os gols de Neymar.

Enquanto os jogadores se preparam para entrar em campo, dona Carmem põe os grãos para aquecer e estourar na pipoqueira.

- Não tem segredo, é só colocar e esperar estalar. Às vezes, fazemos cachorro-quente, pizza, salgados e doces, mas a pipoca é um sucesso. Vou comprar mais - afirmou a dona de casa, enquanto preparava uma porção do petisco para ela e o filho, Wander Luiz de Lima, 23 anos. 

Comerciantes vibram  
Se as vendas explodiram nas grandes redes, imagine nos pequenos mercados de bairro. No Partenon, o proprietário do Mercado Putinguense, Édson Giovane Dal Castel, 24 anos, disse que as vendas dobraram na semana passada. De acordo com a funcionária Adriana Rodrigues, 22 anos, a procura aumenta muito nos dias de jogos da Seleção. Com as prateleiras abastecidas, o milho para o jogo não deve faltar.

- O fornecedor vem toda a quarta-feira - revelou Adriana. 

Números do estouro! 
Só na rede Zaffari, o aumento nas vendas foi de 439%.
No setor, o crescimento médio chegou a 400%.
Na rede Walmart (Big e Nacional), alta de 60%.

Preços médios
Para o micro
 R$ 1,09  - 50gr.
 R$ 1,59 - 100gr.
 R$ 3,19 - 160gr.

Para a panela
 R$ 2,19 - 500gr.
 R$ 2,69 - 500gr.

Do grão à pipoca
A transformação é simples como a forma de fazer. Ao aquecermos os grãos desse milho de maneira rápida, sua umidade interna é convertida em vapor. Num determinado ponto, a pressão estoura a casca externa, transformando a parte interna numa massa pouco consistente de amidos e fibras, maior do que o grão original.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros