Oito perguntas e respostas sobre como funciona o voto em trânsito - Notícias

Versão mobile

 
 

Eleições 201415/07/2014 | 08h02

Oito perguntas e respostas sobre como funciona o voto em trânsito

Eleitores fora do seu domicílio eleitoral que no dia das eleições estiverem em Porto Alegre, Caxias, Pelotas e Canoas poderão votar em trânsito

Oito perguntas e respostas sobre como funciona o voto em trânsito Cristiano Estrela/Agencia RBS
As eleições ocorrem no dia 05 de outubro. Quem ewstiver fora de seu domicílio eleitoral também poderá votar Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Cinco municípios do Rio Grande do Sul receberão o voto em trânsito nestas eleições. O eleitor que estiver fora do seu domicílio eleitoral no dia 5 de outubro poderá votar exclusivamente para presidente e vice-presidente nas cidades que tenham mais de 200 mil eleitores. Atualmente, esse critério corresponde a 85 municípios do País, entre eles Porto Alegre, Canoas, Caxias do Sul, Pelotas e Santa Maria. Até o pleito de 2010, apenas as capitais de cada federação ofereciam este serviço.

Saiba como solicitar e veja como funciona o voto em trânsito:

O que é o voto em trânsito?
É a chance que o eleitor tem de votar para presidente e vice-presidente estando fora do seu domicílio eleitoral mesmo não tendo solicitado a transferência do título de eleitor.

Como solicito o voto em trânsito?
O interessado deve entrar em contato com um cartório eleitoral entre o dia 15 de julho e 21 de agosto e apresentar o título de eleitor e um documento oficial com foto. Os eleitores devem estar com a situação regular no cadastro eleitoral. Até 21 de agosto, o cadastro também pode ser alterado ou cancelado, passado este período, o eleitor só poderá votar no local escolhido para o voto em trânsito.

E se eu me cadastrar e não comparecer?
Caso não compareça na seção de voto em trânsito, o eleitor deve justificar sua ausência, caso contrário pagará multa. Ou seja, o voto continua sendo obrigatório mesmo que o cidadão esteja cadastrado para votar em trânsito.

Em caso de segundo turno, também poderei votar?
Sim. O pedido é referente a cada turno da eleição.  O eleitor poderá votar no primeiro turno em seu domicílio e em um eventual segundo turno em trânsito, ou vice-versa.

Em que local irei votar?
A relação da localização das urnas receptoras de voto em trânsito deve ser publicada até 5 de setembro de 2014, no Diário da Justiça Eletrônico e no portal do TSE (www.tse.jus.br). As urnas de voto em trânsito estarão programadas para a escolha do presidente e vice-presidente da República. O eleitor só poderá votar nas urnas específicas do voto em trânsito.

O voto em trânsito só vale para presidente e vice-presidente?
Sim. Quem vota em trânsito não poderá votar para governador, senador, deputado federal e estadual e, com isso, não é preciso justificar a ausência do voto para estes candidatos.

E se eu não me habilitar para voto em trânsito?
Se o eleitor estiver fora do seu domicílio e não se cadastrar para o voto em trânsito, que é opcional, é obrigado a justificar o voto preenchendo o Formulário de Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE) e entregá-lo no dia da votação em qualquer seção eleitoral.

Como será a seção do voto em trânsito?
Deverá ter no mínimo 50 e no máximo 600 eleitores. Se o número de eleitor não atingir o mínimo exigido, o cadastro será cancelado e o eleitores informados de que não poderão votar.

Onde terá voto em trânsito no RS
Porto Alegre
Caxias do Sul
Canoas
Santa Maria
Pelotas

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros