Corredor de ônibus da Avenida Sertório, em Porto Alegre, está abandonado - Notícias

Versão mobile

 
 

Blitz DG25/08/2014 | 07h02

Corredor de ônibus da Avenida Sertório, em Porto Alegre, está abandonado

O Diário Gaúcho percorreu as cinco estações por onde passam cerca de 15 linhas municipais e intermunicipais de ônibus e encontrou moradores de rua usando o espaço como abrigo

Corredor de ônibus da Avenida Sertório, em Porto Alegre, está abandonado Mateus Bruxel/Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Elas ainda não completaram 15 anos de existência, mas já apresentam profundas marcas do tempo. Criadas em 2000, as cinco estações do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Sertório estão aos pedaços. As casas de bilhetagem construídas em cada uma delas para atender aos passageiros jamais foram utilizadas. Hoje, tornaram-se banheiro e moradia de andarilhos. O Diário Gaúcho percorreu os cerca de 7km do corredor e o que encontrou foi abandono e surpresa dos passageiros.

Nas cinco estações por onde passam cerca de 15 linhas municipais e intermunicipais de ônibus, o que mais se viu foram moradores de rua usando o espaço como abrigo. Em todas elas, os banheiros estão interditados. Mas na Augusto Severo, as grades de ferro foram arrombadas e há quem tenha coragem de usar o sanitário, mesmo destruído, sujo e mau cheiroso.
Na Estação Várzea, a serviços gerais Maria Cristina da Silva, 53 anos, surpreendeu-se ao saber que o local deveria ter um banheiro à disposição dos passageiros.

- Pego ônibus aqui há quase dois anos e nunca vi ele aberto. O maior problema desta estação é aquela casinha (de bilhetagem), usada como banheiro e depósito de lixo - reclama.
 
Manutenção elétrica a partir desta semana

Por ano, a EPTC gasta R$ 500 mil em recuperação das paradas, sinalizações e corredores de ônibus da Capital, incluindo o da Avenida Sertório. Segundo a assessoria da EPTC, em maio e junho deste ano foram gastos R$ 60 mil em lavagem das estações da Sertório. A partir desta semana, será realizada a manutenção elétrica das cinco. A própria EPTC reconhece que as casas de bilhetagem foram construídas e jamais utilizadas para este serviço. Uma equipe do órgão deverá conferir nesta semana a situações destas construções e fechar o banheiro que foi arrombado.

Leia outras notícias no Diário Gaúcho

Confira a situação das estações

1ª estação - Pernambuco
* Banheiro está interditado.
* Pelo menos 6m de calhas de metal foram arrancados.
* Iluminação é central.
* A casa de bilhetagem é usada por moradores de rua.

2ª estação - Augusto Severo
* Identificação da estação está apagada.
* A casa de bilhetagem é usada por moradores de rua.
* Banheiro é interditado, mas as grades foram arrombadas e a caixa de energia elétrica, destruída.
* Lixo espalhado por todos os lados.

3ª estação - Santa Catarina
* Identificação da estação é inexistente.
* Um colchão foi avistado no que deveria ser o banheiro interditado. Dois cadeados prendiam as grades da porta.
* A casa de bilhetagem é usada como banheiro.

4ª estação - Várzea
* Identificação da estação é inexistente.
* Banheiro está interditado.
* A casa de bilhetagem é usada como banheiro e casa de moradores de rua.

5ª estação - Via Porto
* Gradis de metal foram arrancados.
* Banheiro está interditado, com uma tábua pregada onde era a porta.
* A casa de bilhetagem é usada como banheiro.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros