Pênis não quebra, mas sofre torção - Notícias

Versão mobile

 
 

Você sabia?20/02/2015 | 08h01

Pênis não quebra, mas sofre torção

Pênis não quebra, mas sofre torção Arte/Alexandre Oliveira
Foto: Arte / Alexandre Oliveira

O que quebra é osso, e pênis não tem osso. Ainda assim, quando ele fica muito rígido e, na hora “H”, a coisa se torna intensa, pode acontecer uma contusão.

O músculo torce, entorta, então, pode ter uma torção. Mesmo assim, é bastante raro acontecer.

Leia outras colunas de Falando de Sexo

Os piores traumas são durante a atividade sexual, geralmente, de jovens que são mais afoitos e têm relação mais intensa. Mas pode acontecer também quando o homem está dormindo, tem a ereção noturna e, de repente, se vira, dobrando o pênis.

A contusão é mais comum com a mulher por cima. Existe uma posição que é responsável por 90% dos casos em que pode acontecer isso: o homem deitado e a mulher por cima dele, virada na direção dos pés do homem.

A contusão acontece quando a penetração se perde, a mulher senta inesperadamente sobre o parceiro, bate o osso pélvico no pênis e este dobra muito rápido. Geralmente, é na hora do orgasmo, em que a mulher perde um pouco a concentração.

Leia as últimas notícias do Diário Gaúcho


O homem escuta um barulho, sente a dor e perde a ereção. O tratamento mais eficaz deve ser feito nas primeiras 12 horas após o rompimento.

Não há perda da ereção para sempre
Urologistas indicam um repouso sexual de, no mínimo, seis semanas.

Se você tiver dúvidas ou sugestões de assunto, escreva um e-mail para falandodesexo@diariogaucho.com.br.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros