Justiça determina fornecimento de canabidiol para tratamento de criança e adolescente - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Saúde08/07/2015 | 18h58

Justiça determina fornecimento de canabidiol para tratamento de criança e adolescente

O medicamento derivado da maconha deverá ser pago pelo Estado e pelo município de Canoas

Justiça determina fornecimento de canabidiol para tratamento de criança e adolescente Caio Marcelo/Agencia RBS
Foto: Caio Marcelo / Agencia RBS

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul acatou pedido de fornecimento de canabidiol, medicamento derivado da maconha, para o tratamento de uma criança e de uma adolescente com quadros graves de epilepsia. Os tratamentos deverão ser fornecidos pelo Estado e pelo município de Canoas, de acordo com determinação da 8ª Câmara Cível. Em janeiro deste ano, a Anvisa incluiu o canabidiol na lista de substâncias de uso controlado.

Rio Grande: dois casos de meningite bacteriana são registrados em duas semanas
Ambulância do Samu tem atendimentos suspensos em Camaquã

No primeiro caso, os pais de um menino ingressaram na Justiça de Canoas pedindo o fornecimento de três tubos por mês de canabidiol. Conforme o médico da criança, todas as opções de tratamento já haviam sido aplicadas, e o canabidiol seria o último recurso para evitar a piora progressiva do quadro neurológico.

O outro processo é de uma adolescente de Porto Alegre que já realizava tratamento com a droga, e a família alegou não ter condições de continuar o tratamento, que tem custo superior a R$ 2 mil por mês. A Justiça de 1º grau havia negado os pedidos, sob o argumento de que a substância não tem registro na Anvisa e porque havia entendido que a família tem recursos para custear o tratamento, respectivamente. Foram feitos recursos ao Tribunal de Justiça, que concedeu os pedidos.

Ações judiciais expõem crise na saúde no Estado

*Zero Hora

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros