PM solitário faz protesto contra o parcelamento de salários em Cachoeirinha - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Crise do Estado28/08/2015 | 13h51

PM solitário faz protesto contra o parcelamento de salários em Cachoeirinha

Soldado há 17 anos, Júlio César da Rosa pediu esmola na sinaleira em frente ao batalhão, na manhã desta sexta

PM solitário faz protesto contra o parcelamento de salários em Cachoeirinha Arquivo Pessoal /Arquivo Pessoal
Soldado abriu faixa de protesto em frente ao batalhão Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

"Pague os nossos salários", dizia a faixa aberta pelo soldado Júlio César da Rosa, 36 anos, em frente ao 26º BPM, em Cachoeirinha, na manhã desta sexta-feira. Um protesto solitário e criativo do policial para alertar a comunidade sobre o novo parcelamento dos salários dos servidores, a ser confirmado na próxima segunda-feira.

Projeção indica depósito de R$ 620 do salário de agosto por servidor

Há 17 anos na Brigada Militar — 15 deles atuando em Cachoeirinha —, Júlio César aproveitava cada parada do trânsito para o seu ato mais inusitado: pedir esmolas com um coturno na mão. Ele conversou com a reportagem. Confira abaixo.



Diário Gaúcho — Qual era a sua intenção com o protesto solitário?
Júlio César
— Eu estava no meu horário de folga e não encontrei outra forma de chamar a  atenção da comunidade para a situação de abandono que nós, servidores da Brigada, estamos. Coloquei uma faixa na calçada e informava para os motoristas tudo o que está acontecendo. Hoje fui sozinho, mas eu espero que mais colegas se sensibilizem.

Diário Gaúcho —  Existe a perspectiva do pagamento de algo em torno de R$ 600 na segunda-feira. Como isso vai impactar na sua vida?
Júlio César
 Eu não sei mais o que fazer, já estou mais do que negativado no banco. Quando receber, vou seguir devendo. Quem vai pagar os juros disso tudo? E a luz, vão cortar.

Diário Gaúcho — Você pensa em deixar a Brigada Militar?
Júlio César
— Tenho um filho de dois anos para criar. Se continuar assim, não vou mais ter condições de ficar, porque estamos abandonados. Já tive dois colegas de batalhão que passaram em concursos em outros estados e vão embora. Cada vez mais gente está fazendo isso.

Leia mais notícias do dia

DIÁRIO GAÚCHO

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • MRaphaelli

    MRaphaelli

    Michelle RaphaelliRT @Grupo_RBS: A reportagem do @diario_gaucho conta a história de famílias vizinhas de um parque eólico! https://t.co/0fWRSpqRG7 https://t.…há 10 minutosRetweet
  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúchohttps://t.co/96QFGpN5FThá 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros