Aposentado cria e cuida de horta em escola estadual de Porto Alegre - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Caminho do Bem07/10/2015 | 07h04

Aposentado cria e cuida de horta em escola estadual de Porto Alegre

O engenheiro agrônomo aposentado Arcangelo Mondardo, 70 anos, do Bairro Bela Vista, trabalha voluntariamente nas quartas-feiras na escola

Aposentado cria e cuida de horta em escola estadual de Porto Alegre Mateus Bruxel/Agencia RBS
Arcangelo é o anjo da horta Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS
Aline Custódio (TEXTO) e Mateus Bruxel (FOTOS)

aline.custodio@diariogaucho.com.br; mateus.bruxel@diariogaucho.com.br

A quarta-feira é o dia mais aguardado da semana pelo engenheiro agrônomo aposentado Arcangelo Mondardo, 70 anos, do Bairro Bela Vista, em Porto Alegre. É quando ele coloca as mãos na terra disposto a auxiliar no desenvolvimento dos 47 alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Brigadeiro Eduardo Gomes, no Bairro Anchieta, Zona Norte da Capital. A atividade ocorre há três anos, sem falhar. Faça chuva ou sol.

De nome celestial, o aposentado é visto pelas crianças como o anjo que transformou em horta um pedaço de terra improdutivo nos fundos do prédio. Dali, saem parte dos alimentos consumidos na merenda escolar.



Confira outras histórias do Caminho do Bem

Vocação

"Fui professor universitário e sempre quis dar continuidade ao meu trabalho. Com o auxílio do Rotary Club Porto Alegre-Anchieta, encontrei esta escola para criar um projeto de conscientização ambiental. Como engenheiro agrônomo, não podia deixar de transmitir minha paixão para as crianças terem uma horta. É uma forma de repassar o meu conhecimento adiante.” 

Apaixonante
"O objetivo não é só ensinar. Sobretudo, motivar as crianças a cuidar do meio ambiente. É apaixonante vê-las mexendo na terra, mexendo na horta, elas plantando, colhendo. É uma sensação indescritível ouvir os pequenos pedindo para plantar primeiro. Considero este trabalho uma das grandes realizações da minha vida.”

 

Projeto
"A ideia é mostrar a elas a importância de preservar a água, cuidar da terra e transformá-la. Criamos até uma composteira de onde sai o húmus usado na horta. As próprias crianças ajudam a selecionar o material orgânico que sobra no refeitório para colocar na composteira. Elas já estão fazendo as próprias hortinhas em casa.”

Ensinamento
"Mesmo com esta bagunça no mundo, não há nada melhor do que fazer o bem ao próximo. O importante é adotar uma filosofia de estar de bem com a vida, não precisar ter iates e helicópteros. Acho que para ser feliz não se precisa de muito. A nossa maior riqueza é passar todo o nosso conhecimento adiante. E o mais emocionante é passar para as crianças.”

 

Consumo
"Tudo o que é produzido na horta vai para a merenda das crianças. Tem cenoura, alface, couve, tomate, brócolis, salsa e, também, frutas. Além de ser um consumo que ajuda, é educativo para as crianças. Quando vejo elas comendo o que produzimos aqui sinto uma espécie de paz.”

Curta a página do jornal no Facebook

 
 
 
 
 
 

Mais sobre

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros