Em busca do bem, jovens se vestem de super-heróis para arrecadar donativos - Notícias

Versão mobile

 
 

Solidariedade27/11/2015 | 18h29

Em busca do bem, jovens se vestem de super-heróis para arrecadar donativos

Ação social batizada de Liga Heroica acontece no domingo, no Arco do Parque da Redenção

Em busca do bem, jovens se vestem de super-heróis para arrecadar donativos Divulgação/
Grupo divulgou o evento durante a Feira do Livro de Porto Alegre Foto: Divulgação

Um grupo de jovens resolveu transformar a paixão pelas histórias em quadrinhos em uma verdadeira batalha contra o mal. Eles não têm super-poderes, mas perceberam que poderiam se tornar verdadeiros super-heróis. Neste domingo, o primeiro evento oficial do grupo acontece no Parque da Redenção, em Porto Alegre. Eles estarão caracterizados de personagens dos filmes infantis e, a partir das 14h, promoverão atividades recreativas e arrecadação de donativos.

Alpinistas vestidos de super-heróis fizeram a alegria das crianças no Hospital Conceição

A única coisa que os cinco jovens organizadores da ação social tinham em comum era a paixão pelas histórias em quadrinhos. Até que se conheceram em um evento de cosplayers e perceberam que tinham mais uma semelhança: a solidariedade. Resolveram expandir a amizade para as redes sociais e programar outros encontros.

— Depois do evento, adicionei o pessoal no Facebook, conversamos um pouco, até que eu organizei um grupo online. No meio de tanta conversa surgiu a ideia da Liga Heroica — relembra um dos organizadores do evento, o estudante Mateus Von Muhlen de Castro, 21 anos.

Ao conversar com outro participante, o estudante Augusto Magnus Matias, 24 anos, eles resolveram tirar a ideia do papel. Criaram um evento no Facebook e também divulgaram a ação durante a Feira do Livro de Porto Alegre.

— A ideia surgiu quando eu comecei a pensar que essa adoração por super-heróis não podia ficar só em evento de cosplay, só em competições, só para nós mesmos. Queria que a gente se vestisse de super-herói também para as crianças, para que todo mundo pudesse vivenciar a alegria de ver uma criança feliz — explica Augusto.

Depois da divulgação, o grupo foi convidado para participar da festinha para crianças carentes de uma associação e realizou a primeira ação social.

— Brincamos, trouxemos alegria para crianças que têm problemas em casa, pois os pais de muitas delas estão presos. Foi um dia maravilhoso, tivemos a oportunidade de idealizar personagens para vida real, dar um vento de esperança para elas — afirma Mateus.

Amigos arrecadam dinheiro para reconstruir associação de pescadores na Ilha da Pintada

Grupo busca ampliar o evento

É com esse intuito que eles pretender expandir o evento para fora do Estado. Nesta primeira edição, haverá arrecadação de doações e entretenimento infantil. Mas, de acordo com eles, a pretensão é que, para os próximos, sejam organizadas oficinas e jogos.

— Estamos conversando com outras pessoas que também se identificam com o tema para não deixar o projeto vinculado somente a nós, mas sim a todos que quiserem ajudar — comenta o auxiliar de estoque Rodrigo Silva Batista, 25 anos.

— Herói existe em todo mundo, só cabe a cada um saber do seu próprio potencial. Não precisamos ter super-poderes, apenas ter vontade de levar a esperança, essa sim é a missão de um herói — assegura Rodrigo.

Como ajudar

Se você quiser se juntar a essa galera, é só comparecer neste domingo no Parque da Redenção, levando roupas, alimentos não perecíveis e brinquedos. Todos os donativos serão encaminhados para a Associação Madre Teresa de Jesus, que cuida de 40 crianças carentes no Morro Santa Teresa, na Capital.

 

Leia mais notícias do dia
Curta a nossa página no Facebook

* Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros