"Estavam paralisados", diz frei que fotografou cachorros assistindo à missa - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Aumém06/05/2016 | 12h09Atualizada em 06/05/2016 | 13h32

"Estavam paralisados", diz frei que fotografou cachorros assistindo à missa

Imagem de quatro cães parados na porta de igreja comoveu fiéis que acompanhavam a celebração

"Estavam paralisados", diz frei que fotografou cachorros assistindo à missa Frei Gilmar Zampieri / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: Frei Gilmar Zampieri / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Ana Karina Giacomelli
Ana Karina Giacomelli

ana.karina@diariogaucho.com.br

Uma cena inusitada, que aconteceu na Capela da comunidade Nossa Senhora das Graças, da Paróquia São Judas Tadeu, em Porto Alegre, chamou a atenção dos fiéis que participavam da missa no domingo, dia 1º de maio.

Frei Irineu Costella realizava a cerimônia quando viu quatro cachorros parados na porta da igreja acompanhando o sermão. Naquele momento, o religioso pediu para que os fiéis olhassem também. O frei Gilmar Zampieri, que acompanhava a celebração, conseguiu fazer um registro dos animais.

— A cena foi emocionante. Eles estavam muito atentos, bem disciplinados. Não entraram na igreja, não latiram, não atrapalharam em nada. Estavam paralisados, sem fazer um movimento sequer — disse Gilmar.

Leia mais:
VÍDEO mostra resgate de vira-lata que caiu em bueiro na Capital
Homem acusado por vizinha de matar cachorro com chute defende-se: "Não encostei nele"
Conheça o cachorro de rua criado em "guarda compartilhada" em academia do Bairro Petrópolis

O religioso explica que, durante as missas, os cães costumam ficar em um pátio separado, para não atrapalhar as pessoas que frequentam a capela.

— Nesse dia, eles conseguiram se soltar e foram direto para a porta da igreja. Foi um acontecimento simbólico. Se isso acontecesse em qualquer outro ambiente não chamaria tanto a atenção. É uma cena para se refletir — salienta.

Frei Gilmar conta que a imagem fez sucesso no Facebook:

— Recebi muitas mensagens e manifestações carinhosas. As pessoas ficaram bastante comovidas com a situação. Todos se encantaram com a foto — relata.

Leia outras notícias do dia

Libertação animal

O zelo pelos animais é tão forte que frei Gilmar lançou um livro sobre o assunto, em parceria com o frei Luiz Carlos Susin. Com o título A vida dos outros — Ética e teologia da libertação animal, a obra apresenta, de uma maneira simples, uma nova visão do relacionamento dos seres humanos com os outros seres animais.

Os frades abordam o sofrimento dos animais de circo, zoológicos, touradas, rodeios, farra do boi e outros onde a dor está presente em mutilações, privações e maus-tratos diversos, e dos bichos usados como cobaias em testes e pesquisas.

Em um trecho da obra, os religiosos enfatizam:
"Os animais são os outros dos humanos, que apelam, a seu modo, para a nossa consciência moral e religiosa. Uma ética e uma teologia inspiradas pelo 'princípio compaixão', pelo 'princípio libertação' e pelo 'princípio cuidado' não podem ficar indiferentes ao sofrimento e morte de nenhuma criatura inocente. Os animais, os 'outros do humano', são criaturas inocentes em permanente sofrimento e morte, esperando compaixão, libertação e cuidado."


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros