Projeto oferece banho quente para moradores de rua em Porto Alegre - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Chuveiro sobre rodas14/06/2016 | 16h24Atualizada em 14/06/2016 | 16h54

Projeto oferece banho quente para moradores de rua em Porto Alegre

Ideia é que duchas aconteçam ao menos uma vez por semana em lugares públicos

Projeto oferece banho quente para moradores de rua em Porto Alegre Luciana Mena Barreto /Arquivo Pessoal
Foto: Luciana Mena Barreto / Arquivo Pessoal

Fazia 7º C em Porto Alegre na noite de sábado, dia 11, quando um reboque estacionou no Parque da Redenção. Em cima dele, uma estrutura com dois chuveiros: um feminino e outro masculino. Na água aquecida a gás, oito moradores de rua tomaram uma ducha com direito a sabonete, xampu e até hidratante corporal.

O Banho Solidário é um projeto de um grupo liderado pela decoradora Letícia Andrade, 46 anos. Ao saber de uma iniciativa que oferece banho gratuito a moradores de rua em Vitória da Conquista, na Bahia, Letícia olhou para a realidade dos moradores de rua do Bom Fim, bairro onde mora, e se deu conta de que eles não tinham um lugar para fazer a higiene.

— Na minha cabeça, tinha chuveiro para os moradores nos banheiros públicos —reconhece a decoradora.

Leia mais:
Como os moradores de rua vivem (e sofrem) o amor
Com o frio, vagas em albergues são ampliadas na Capital

Inspirada, Letícia criou uma vaquinha online para arrecadar dinheiro e montar um chuveiro móvel nos moldes da ação na Bahia. Cerca de R$20 mil foram doados até abril. O projeto gaúcho foi inaugurado no último sábado, quando o frio no Rio Grande do Sul era o assunto mais comentado entre a população.

Foto: Luciana Mena Barreto / Arquivo Pessoal

Enquanto alguns moradores de rua se limpavam debaixo da água quente, outros aproveitavam a boa vontade dos voluntários e tomavam café ao redor da estrutura móvel. Uma motivação para enfrentar a ducha foram as peças de roupas doadas pelos voluntários. De acordo com Letícia, os moradores de rua puderam escolher vestimentas novas antes de ir para o banho. 

— Eles adoraram. A sensação foi de dignidade humana. Ficaram lindos — conta a voluntária.

Foto: Luciana Mena Barreto / Arquivo Pessoal

Para que o banho ocorra, a estrutura precisa de um lugar que ofereça torneira e boca de lobo. O projeto, segundo Letícia, é totalmente voluntário e apartidário. A pretensão dos voluntários é que a iniciativa se consolide em Porto Alegre como alternativa para os desabrigados que, por não viverem em albergues da prefeitura, ficam sem ajuda. 

— A ideia é ser para sempre, até o dia que o poder público construa um chuveiro para eles — projeta a voluntária.

Leia outras notícias do dia

Foto: Banho Solidário / Facebook

O próximo banho deve ocorrer no domingo, dia 19. De acordo com Letícia, os moradores de rua serão avisados pelos próprios voluntários a respeito do lugar onde o chuveiro móvel ficará. Doações de roupas podem ser feitas no Café Cartum, na Rua José do Patrocínio, 637, na Cidade Baixa. Segundo Letícia, as peças que os moradores de rua mais necessitam são luvas e gorros de lã.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros