6 mitos sobre as baterias de celulares - Notícias

Versão mobile

 
 

Vicia ou não?16/08/2016 | 16h59Atualizada em 16/08/2016 | 17h05

6 mitos sobre as baterias de celulares

Mudança na composição das baterias mudou ao longo dos anos e isso tudo aquilo que você já ouviu que deveria ou não fazer na hora de carregar o aparelho

6 mitos sobre as baterias de celulares Axelle b  / Public Domain Pictures/Public Domain Pictures
Foto: Axelle b / Public Domain Pictures / Public Domain Pictures
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Há poucos anos, o celular podia ficar bem mais tempo sem ser carregado, mas não porque as baterias eram melhores. Os aparelhos é que tinham menos funções e eram pouco utilizados. Hoje o celular não sai da nossa mão e precisa ir para a tomada praticamente todos os dias.

Você já deve ter ouvido recomendações como "não deixe o celular carregando a noite inteira", "não use enquanto estiver na tomada". Só que com a evolução do materiais utilizados, alguns desses conselhos fazem pouco sentido. Com dicas de especialistas e manuais dos fabricantes, derrubamos mitos sobre o uso da bateria.

Leia mais
Cinco formas de conectar sua televisão à internet
Veja dicas de aplicativos para se divertir no smartphone

1 - Pode deixar recarregando durante a noite toda?

Não há nenhum problema. O sistema operacional do celular sabe quando o ciclo foi completado e para de "puxar" energia mesmo que o celular continue conectado à rede elétrica.

2 - Pode usar o aparelho enquanto ele estiver na tomada?

Isso não afeta a bateria. Os fabricantes recomendam, no entanto, que você deixe o aparelho carregando por alguns minutos antes de voltar a usá-lo quando a bateria ficou zerada.

3 - Pode tirar o aparelho da tomada antes de acabar a carga?

As baterias antigas, de níquel cádmio, sofriam o chamado "efeito memória". Quando você carregava o celular só até a metade, por exemplo, ele entendia que aquilo era um ciclo completo e na próxima vez o aparelho receberia uma carga menor. Isso não acontece com as baterias de hoje, feitas de lítio.

4 - O celular desligado carrega mais rápido?

Sim. Sem o uso da bateria, o carregamento é mais eficiente. Outra forma de diminuir o tempo de recarga é deixar o aparelho em modo avião, já que o acesso às redes fica desativado e isso diminui a atividade dos sistemas do celular.

5 - Precisa esperar a descarga total para recarregar?

O único prejuízo é que as baterias tem ciclos, limite de vezes em que podem ser recarregadas. Quando você pluga o celular na tomada antes de a bateria acabar, está "gastando" um ciclo antes do necessário. Mas não há nenhum prejuízo para o funcionamento. Os fabricantes prometem que os celulares aceitam cerca de 300 ciclos antes de a carga da bateria começar a durar menos tempo.

6 - Um aparelho novo precisa de uma carga mais longa?

Isso era necessário só nos modelos mais antigos. Baterias novas, feitas de lítio, não precisam de uma carga mais longa mesmo quando novas.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros