Digitais confirmam participação de mais dois suspeitos no latrocínio de mulher na Capital - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Investigação26/08/2016 | 16h52Atualizada em 26/08/2016 | 22h08

Digitais confirmam participação de mais dois suspeitos no latrocínio de mulher na Capital

Antes do assalto, o trio já vinha cometendo uma série de crimes desde o início da tarde

Digitais confirmam participação de mais dois suspeitos no latrocínio de mulher na Capital Divulgação / Polícia Civil/Polícia Civil
Da esquerda para a direita, os suspeitos Fabrício Farias, Rafael Silveira Santa Helena e Tiago Oliveira da Silva Foto: Divulgação / Polícia Civil / Polícia Civil

A perícia conformou a participação de mais dois suspeitos no assalto que terminou com a morte da vendedora Cristiane Fonseca Fagundes, 44 anos, no final da tarde de quinta-feira.

Um exame identificou as digitais dos envolvidos no Pálio utilizado no crime. Fabrício Farias, de 20 anos, já havia sido preso em flagrante. Ele tinha confessado participação no crime e teria revelado a identidade dos comparsas.

As digitais de Tiago Oliveira da Silva, de 30 anos, e Rafael Silveira Santa Helena, de 26, foram encontradas no carro. A Justiça já decretou a prisão preventiva deles.

Antes de assaltar a mulher, o trio já vinha cometendo uma série de crimes desde o início da tarde. A primeira vítima foi o motorista de um Pálio. Eles roubaram o veículo para utilizá-lo como transporte durante os crimes e levaram o homem como refém. 

O único suspeito preso em flagrante, Fabrício Farias, de 20 anos, disse à polícia que eles roubaram celulares de pelo menos seis pedestres. Na versão dele, o comparsa Tiago Oliveira da Silva, de 30 anos, foi quem supostamente atirou na mulher. Ele estaria armado com um revólver de calibre 38 e teria dito que atirou "sem querer". O terceiro comparsa foi identificado pela polícia como sendo Rafael Silveira Santa Helena, de 26 anos. 

Leia mais:
Tabacaria é assaltada na Cidade Baixa: "Mandaram que eu ficasse quieta e ajudasse", diz dona
Polícia investiga se jovem morto na Zona Sul foi decapitado ainda vivo
Mais dois presos pela morte de médica em latrocínio

Fabrício foi levado para o Presídio Central na madrugada desta sexta-feira e a Justiça já decretou prisão preventiva para Tiago e Rafael que estão foragidos. 

De acordo com o delegado Alexandre Vieira, da 9ª DP, os três já tem passagens criminais. Fabrício foi presos duas vezes por roubo. Na última vez, ficou cinco meses na cadeia. Tiago, que seria o autor do disparo, já respondeu por receptação, ameaça, tráfico de drogas e três roubos. Rafael tem apenas um termo circunstanciado no nome dele por agredir uma mulher. 

Leia as últimas notícias do dia 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros