Maioria de votos nulos pode cancelar uma eleição? Entenda - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Verdade ou mentira?08/09/2016 | 17h18Atualizada em 08/09/2016 | 19h36

Maioria de votos nulos pode cancelar uma eleição? Entenda

Mensagem repassada pelo WhatsApp convoca os eleitores a votarem nulo e causa dúvidas sobre a regra

Maioria de votos nulos pode cancelar uma eleição? Entenda Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Toda vez que um novo período eleitoral se inicia, boatos sobre as regras do pleito tomam conta das redes sociais. Desta vez, o início da campanha das eleições municipais coincidindo com o final do processo de impeachment de Dilma deu brecha para que mais um mito tomasse força e confundisse os eleitores.

Dias após o afastamento da presidente, uma mensagem aconselhando os eleitores para votar nulo começou a circular por grupos de WhatsApp e levantou uma dúvida: mais da metade dos votos nulos é suficiente para cancelar uma eleição?

Leia mais:
Prefeito e vereador: entenda as funções de cada um
Fique por dentro da lei na campanha eleitoral
Vereadores da Região Metropolitana gastaram R$ 2,4 milhões com diárias de viagem desde 2013 

"Você sabe como eliminar 90% dos políticos corruptos em uma única vez?", inicia o texto, relacionando o ato de votar nulo como forma de cancelar uma eleição na qual as pessoas se sentem na obrigação de escolher o "candidato menos ruim". 

Tomando como exemplo uma eleição presidencial, a mensagem afirma que "se muita gente votasse nulo, seria obrigatório haver uma nova eleição". Mais abaixo, o texto cita a legislação, informando que "se a eleição tiver 51% de votos nulos, o pleito é ANULADO e novas eleições têm que ser convocadas imediatamente". 

Foto: Reprodução / WhatsApp
Foto: Reprodução / WhatsApp

Mas não é bem assim que funciona. Segundo o TRE, mesmo se mais da metade dos eleitores votarem nulo a eleição não pode ser cancelada. Isso porque, os votos nulos são descartados da contagem final. Portanto, ganha o candidato com maior número de votos válidos. 

Leia mais:
Boatos  nas redes sociais falam sobre fim do 13º salário. Saiba o que é verdade e o que é mentira 
Verdade ou mentira: criminosos pedem para desligar o celular e aplicam golpe do falso sequestro

Ainda de acordo com o TRE, a confusão tem origem em uma má interpretação do artigo 224 do Código Eleitoral, que novas eleições devem ser convocadas no prazo de 20 a 40 dias caso a nulidade atingir mais da metade dos votos. No entanto, a "nulidade" a que a legislação se refere diz respeito a votos tornados nulos por decisão judicial e não por votação.

 Como forma de desvendar esse e quatro boatos que costumam surgir no período de eleições, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) criou a campanha #MitosEleitorais em suas redes sociais, Facebook e Twitter. O primeiro dos cinco vídeos explicativos da campanha trata justamente sobre o boato dos votos nulos. Veja:

Leia as últimas notícias do dia


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • Bibii_brm7

    Bibii_brm7

    BiancaRT @ou_antonio: Em 5 dias, em 2 capas, o Diário Gaúcho resumiu o ano perfeito para nós gremistas https://t.co/AlFaJPCbithá 44 minutosRetweet
  • SouDiabolico

    SouDiabolico

    Eden HazardMinha fase está tão critica que eu estou pensando em seriamente me inscrever no Clube Dos Corações Solitários do Diario Gauchohá 52 minutosRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros