Saiba identificar e prevenir as alergias durante a primavera - Notícias

Versão mobile

 
 

Xô, espirro!15/09/2016 | 08h00Atualizada em 13/09/2019 | 14h54

Saiba identificar e prevenir as alergias durante a primavera

Estação das flores começa no dia 23 de setembro. Fique atento aos sintomas e às dicas para evitar o desconforto

Ana Karina Giacomelli
Ana Karina Giacomelli

ana.karina@zerohora.com.br

Conhecida como a estação das flores, a primavera é um dos períodos mais belos do ano, mas também é a época mais crítica para quem sofre com as alergias. O sistema respiratório é o principal alvo. Devido ao pólen que se desprende das flores, é comum ver muitas pessoas com problemas de rinite, bronquite, sinusite e asma, doenças mais comuns neste período.

Segundo o chefe do serviço de pneumologia da Santa Casa, Adalberto Rubin, além da mudança climática, na primavera, ocorre um aumento na quantidade de fungos e ácaros no ambiente, fator que potencializa os problemas alérgicos.

— O aumento da temperatura e a umidade são propícios à proliferação de fungos, ácaros e bactérias. Até mesmo as doenças que não são respiratórias, como conjuntivite e dermatite alérgica, também aumentam nesta época do ano — salienta.

Leia mais
Alergia: nem sempre fácil de identificar a causa, situação atinge um em cada três brasileiros
Aumento nos casos de alergias alimentares já é fenômeno mundial; saiba as diferenças em relação à intolerância

O especialista explica que grande parte das pessoas sofre com o problema sem saber que se trata de alguma alergia.

— Os sintomas das doenças alérgicas lembram muito os de resfriados e gripes. Algumas pessoas costumam dizer que passam o ano inteiro resfriadas, mas na verdade não é isso — afirma.

As doenças respiratórias alérgicas podem ser controladas com o tratamento correto e amenizadas com cuidados básicos no dia a dia. Observe os sintomas e, se você sofre desse mal, fique atento às dicas para aliviar e evitar o desconforto.

Principais sintomas

  • Espirros frequentes
  • Coceira no nariz, olhos e garganta
  • Olhos e nariz vermelhos
  • Tosse constante
  • Nariz entupido
  • Chiado no peito
  • Expectoração

Dicas para evitar alergias

1. Mantenha as janelas de casa fechadas para evitar a entrada de ar em excesso. Mas é importante abrir um pouco, uma vez por dia, para arejar o ambiente.

2. Lave o nariz com soro fisiológico, pelo menos, uma vez ao dia, para tira as impurezas e diminuir o efeito do pólen e da poeira nas vias respiratórias.

3. Evite frequentar jardins ou locais com muito vento, flores e árvores.

4. O uso de óculos de sol ajuda a diminuir o contato do olhos com o pólen.

5. É importante secar as roupas no sol para eliminar microrganismos (ácaros) que podem se acumular no tecido.

6. Forre o colchão e o travesseiro com material impermeável para evitar o contato com outros causadores de alergias como ácaros e mofos. O ideal é usar colchão e travesseiro de espuma. O maior causador de alergia é o travesseiro de pena.

7. Evite carpetes, cortinas e brinquedos de pelúcia.

8. Cuidado ao manusear produtos de limpeza. Alguns podem irritar a mucosa nasal e devem ser evitados durante essa estação. Uma boa alternativa são os produtos biodegradáveis, que são menos irritantes.

9. Procure não usar descongestionantes nasais. Eles aliviam o problema por um determinado tempo, mas aumentam o inchaço nasal e acabam provocando ainda mais coriza. O uso contínuo do produto também pode causar rinite.

10. O ar-condicionado em temperatura ambiente pode ser um grande aliado no combate às alergias, pois retém as partículas prejudiciais em seu filtro. Porém, é importante limpar bem o filtro e fazer manutenção constante no aparelho.

11. É possível fazer um tratamento preventivo com antialérgicos. Métodos por inalação (oral ou nasal) protegem o organismo das substâncias que causam as alergias nesta época do ano. Consulte um especialista para saber qual o tratamento mais adequado.



 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros