Festa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida completa 80 anos na Zona Sul da Capital - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Homenagens12/10/2016 | 12h44Atualizada em 12/10/2016 | 14h39

Festa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida completa 80 anos na Zona Sul da Capital

Fiéis percorreram as ruas do Bairro Ipanema na manhã desta quarta-feira para orar pela Padroeira do Brasil

Festa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida completa 80 anos na Zona Sul da Capital Isadora Neumann/Agência RBS
Foto: Isadora Neumann / Agência RBS

O dia dedicado a Nossa Senhora Aparecida é especial para a comunidade de Ipanema, na Zona Sul da Capital. Ao longo de todo feriado, ocorre a 80ª festa em honra à Padroeira do Brasil.

O Santuário de Nossa Senhora Aparecida abriu as portas às 7h para os fiéis, onde ocorre missa de hora em hora até as 18h30min.

Na manhã desta quarta-feira, uma procissão percorreu as ruas do bairro com a imagem da santa e a presença do arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. Embora seja tradicional na região, o evento religioso não atrai apenas fiéis da Zona Sul. 

Foto: Isadora Neumann / Agência RBS

A assistente social aposentada Angela Nunes, 58 anos, veio de Gravataí participar do dia de orações e homenagens. Acordou às 5h, pegou dois ônibus, enfrentou duas horas de viagem e fez todo o trajeto da caminhada com os fiéis, mesmo com uma inflamação nos pés. Ela garante que a devoção à santa vale o esforço:

— Venho há mais de 20 anos. A fé é a coisa mais importante, quero principalmente agradecer.

Angela Nunes saiu de Gravataí cedinho para participar da caminhada Foto: Isadora Neumann / Agência RBS

Leia mais notícias do dia

A cozinheira Maria Helena Avali, 51 anos, do Bairro Hípica, na Zona Sul, também concentrou suas orações em agradecer e pedir amor e bênçãos à família. Ela repete a tradição há três anos:

— Vale a pena acordar cedo no feriado. Esta fé nos fortalece, saio daqui radiante — contou ela, com a imagem da santa nas mãos.

Maria Helena pediu bênçãos à família Foto: Isadora Neumann / Agência RBS

Com o pequeno Gean Lucca, três anos, nos braços, a dona de casa Camila Moraes, do Morro Alto, cumpriu mais uma vez a promessa de levar o filho vestido de anjo na procissão. Ela repete o ritual porque o filho nasceu saudável:

— Quero construir, nele, a mesma fé que eu tenho — diz ela.

— Este é o maior momento do ano para nossa paróquia, recebemos pessoas de Porto Alegre e da Grande Porto Alegre. A maioria delas vem para agradecer algum milagre — afirma o reitor do santuário, padre Rodrigo Wegner.

Foto: Isadora Neumann / Agência RBS

O dia de homenagens contou com almoço e terá uma tarde de confraternização e missas. A partir das 18h30min, ocorre a procissão luminosa e o show de fogos. 


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • edsonnemoto

    edsonnemoto

    edson nemotoNovas regras passarão a valer para trabalhadores com idade até 50 anos https://t.co/YugE6YaqVT via @diario_gauchohá 8 horas Retweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros