Os segredos para tirar a nota máxima na redação do Enem - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Ensino Médio20/10/2016 | 08h10Atualizada em 20/10/2016 | 08h10

Os segredos para tirar a nota máxima na redação do Enem

A estudante Izadora Furtado, de Pelotas, conta como conseguiu conquistar os mil pontos na prova de texto do Enem 2015

Rossana Silva - Especial

Em janeiro, quando a estudante pelotense Izadora Peter Furtado, 18 anos, abriu a página do Mec para conferir a correção da sua redação, não acreditou na nota que viu na tela. Ela fechou e abriu o site algumas vezes até acreditar que os 1.000 pontos anunciados pelo computador eram do texto que ela tinha escrito em outubro de 2015.

Dos mais de 5 milhões de candidatos que prestaram a prova do Enem 2015, apenas 104 alcançaram a pontuação máxima na redação, cujo tema foi violência contra a mulher. Izadora foi um destes estudantes.

Estudante de Pelotas obteve a nota máxima em 2016 Foto: Arquivo Pessoal / Reprodução

— Eu me saía bem nas redações, mas não esperava ganhar a nota máxima. Por outro lado, escrevi muito durante todo o ano. Foi a disciplina à qual mais me dediquei — explica a estudante.

A avaliação do texto leva em consideração cinco critérios e é feita por dois professores, sem que um saiba a nota dada pelo outro. A nota máxima na prova de texto ajudou Izadora a ingressar no curso de Biotecnologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), que ela está "adorando". Mas, em 2015, nesta época do ano, Izadora estava ansiosa para prestar o Enem. Durante a preparação para a prova, escrevia pelo menos seis redações por mês: duas na escola e quatro em um cursinho voltado apenas para o texto, que ela frequentou nos três meses finais.

— Queria que o momento da prova chegasse logo. Você precisa estar pronto para escrever sobre tudo. Estar por dentro das notícias te deixa mais preparado, mas uma ansiedade sempre vai haver — diz.

Baixe o manual de redação para o Enem 2016

Cultivar o hábito da leitura desde criança ajudou a estudante a ter um bom desempenho no Enem, mas ela acredita que, mesmo quem não costuma ler, pode ter uma boa nota.

Para Izadora, foram vários os fatores que contribuíram para ela se sair bem na redação, como manter uma rotina de escrita e estar atenta às notícias.

— É um conjunto de coisas — explica.

Para o professor de Redação Luís Fernando Gallo, que ajudou na preparação de Izabela, existem coisas simples que estão ao alcance de todos os candidatos, como ler o manual de Redação do Enem.

— Eu não iria fazer a prova sem ter lido este manual antes — aconselha Luís Fernando.

No momento da correção, os avaliadores esperam ler um texto no qual o candidato se comporta de forma crítica e cidadã, com capacidade de analisar e propor melhorias para a temática abordada, que geralmente tem cunho social.

Quanto mais original for a solução proposta, melhor para a nota do aluno. A alternativa ideal pode envolver a participação cidadã para resolver dos problemas contemporâneos.

Dicas da Izadora Furtado

Antes da prova

— Esteja atento às notícias veiculadas pela mídia.
— Procure escrever até a semana anterior ao Enem.
— Entenda cada um dos critérios de avaliação.
— Tenha conhecimento de todas as disciplinas para usar como argumento.

Depois da prova

— Procure fazer a redação primeiro, pois você estará mais descansado.
— Leia os textos auxiliares e comece a pensar nos argumentos que deseja usar na redação.
— Monte um mapa mental sobre como pretende estruturar o texto e, a partir disso, comece a escrever.
Depois de escrever, você pode responder o restante das provas e, mais tarde, voltar para a redação e passá-la a limpo.

O que é um texto dissertativo-argumentativo

A prova de redação exige um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. Você deverá defender uma tese — uma opinião a respeito do tema proposto —, com base em argumentos consistentes, estruturados com coerência e coesão. Também é preciso elaborar uma proposta de intervenção social para o problema, no desenvolvimento do texto, que respeite os direitos humanos. Tudo isso respeitando as normas de gramática e ortografia.

Critérios de avaliação

—Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

—Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

— Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informac?o?es, fatos, opinio?es e argumentos em defesa de um ponto de vista.

— Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingui?sticos necessa?rios para a argumentação.

— Elaborar proposta de intervenc?a?o para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • Grupo_RBS

    Grupo_RBS

    Grupo RBSEscolha uma cartinha dos leitores do @diario_gaucho e seja o Papai Noel de alguém neste Natal! … https://t.co/en60ep0yf3há 52 minutosRetweet
  • brunagou

    brunagou

    Bruna Goularthttps://t.co/rH0h35XYM4 via @diario_gauchohá 2 horas Retweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros