Suspeita é de que pessoas próximas facilitaram assalto a Kim Kardashian - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Vazou informação04/10/2016 | 11h06Atualizada em 04/10/2016 | 11h31

Suspeita é de que pessoas próximas facilitaram assalto a Kim Kardashian

Segundo o site "TMZ", polícia francesa levanta possibilidade de ladrões terem sido avisados do momento certo para atacar socialite

Suspeita é de que pessoas próximas facilitaram assalto a Kim Kardashian reprodução/reprodução
Foto: reprodução / reprodução

Alguém próximo a Kim Kardashian teria avisado os ladrões que a socialite estava em situação vulnerável e poderia ser roubada. A suspeita foi levantada pelo site TMZ, que garante ter ouvido fontes da polícia francesa.

Na madrugada de segunda-feira, dia 2, Kim foi atacada por dois assaltantes em um hotel de Paris. Ela foi amarrada em um banheiro e teve as joias roubadas, um desfalque que lhe custou U$S11 milhões, segundo o jornal Daily Mail. Eram cinco homens, mas apenas dois invadiram o apartamento de Kim. Eles estavam vestidos como policiais e, ao entrar no hotel, renderam o guardo noturno.

Leia mais:
Kim Kardashian tem joias roubadas avaliadas em U$S 11 milhões
Kim Kardashian recebe prêmio por "quebrar a internet" e promete: "Selfies nua até eu morrer"

Para a família Kardashian, não foi coincidência o fato de que Kim estava sem guarda-costas no momento do ataque. Os familiares, porém, teriam descartado o envolvimento do segurança Pascal Duvier, que estava protegendo a irmã de Kim, Kourtney, em uma boate. Mas existe a certeza de que alguém vazou informação e facilitou o assalto.

Momentos antes do assalto, Kim publicou uma foto com Duvir no Instagram e comentou: "Esse cara está sempre nas minhas fotos".

"Esse cara está sempre nas minhas fotos", escreveu Kim no Instagram no dia 2 Foto: Reprodução / Instagram

Leia mais notícias sobre famosos e entretenimento

Fontes ligadas a Kim garantiram à revista People que a famosa teve um arma apontada para sua cabeça e ficou com medo de ser estuprada. Depois de ter suas joias levadas, a socialite conseguiu se soltar das amarras e pedir socorro.

Ainda segundo o TMZ, a polícia tem uma longa lista de pessoas suspeitas de envolvimento no crime, que sabiam das atividades de Kim. Os policiais estariam checando ligações telefônicas feitas no hotel.

Kim estava na capital francesa para participar da Semana de Moda de Paris. Na segunda-feira, dia 3, retornou aos Estados Unidos, onde mora com o marido e rapper Kanye West.

Leia outras notícias


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • nbru_

    nbru_

    Bruna AlvesComprei o diário gaúcho só por causa do poster do grêmio 🇧🇼💙há 6 minutosRetweet
  • DANIELMATADOR9

    DANIELMATADOR9

    DANIEL MATADOR@RealDuva @diario_gaucho Desculpa.há 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros