Pizza de dois sabores não pode ser cobrada pelo preço do mais alto, tem que ser proporcional - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Acerto de Contas15/11/2016 | 14h29Atualizada em 15/11/2016 | 14h29

Pizza de dois sabores não pode ser cobrada pelo preço do mais alto, tem que ser proporcional

É preciso calcular o valor de cada metade

Pizza de dois sabores não pode ser cobrada pelo preço do mais alto, tem que ser proporcional Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

O Procon de Porto Alegre alerta: é ilegal cobrar pizza de dois sabores pelo preço do mais alto. A polêmica ganhou força na semana passada, após uma operação do Procon de Fortaleza, no Ceará. 

Leia as últimas notícias do dia

Pois sabia que esse entendimento é o mesmo aqui? Diretor do Procon Porto Alegre, Cauê Vieira é direto e claro:

– A interpretação correta é que a cobrança tem que ser proporcional. Ou seja, tem que calcular o valor de cada metade, de acordo com o sabor.

Leia mais
Saiba quando vale a pena fazer compras no atacarejo
Sombra e água fresca por conta própria: veja dicas de sites para pesquisar hotéis, passagens e roteiros de viagem

Por exemplo:
1. A pizza de coração é R$ 50 e a de queijo é R$ 40.
2. O cliente pede uma pizza meio a meio.
3. Ele não vai pagar R$ 50, como costumam cobrar.
4. O consumidor tem pagar R$ 25 mais R$ 20. Ou seja, R$ 45.


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • brunagou

    brunagou

    Bruna Goularthttps://t.co/rH0h35XYM4 via @diario_gauchohá 19 minutosRetweet
  • SheilaSabino

    SheilaSabino

    Sheila"A loira, que é considerada ícone da chamada música brega, é bem mais do que esse rótulo simplista." - Diário Gaúcho.há 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros