Recurso que promete mostrar quem adicionou você no WhatsApp é golpe - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Android06/01/2017 | 19h54Atualizada em 06/01/2017 | 20h11

Recurso que promete mostrar quem adicionou você no WhatsApp é golpe

Mais de 260 mil usuários já caíram na mentira que rende dinheiro para hackers; entenda

Recurso que promete mostrar quem adicionou você no WhatsApp é golpe PSafe/Divulgação
Foto: PSafe / Divulgação

Golpes e correntes com informações falsas têm se tornado frequentes na vida dos usuários do WhatsApp, uma das plataformas de troca de mensagens mais populares do mundo. A pegadinha mais recente atinge os usuários da plataforma Android: um "novo recurso" promete avisar aos usuários sempre que novos números os adicionarem no aplicativo. O problema é que se trata de um crime virtual, onde cibercriminosos ganham dinheiro às custas dos usuários.

A empresa PSafe, especialista em segurança na internet, explicou ao blog de Tecnologia do UOL como a fraude funciona. Segundo eles, mais de 260 mil usuários já foram vítimas da fraude, que não cumpre a função de mostrar quem adiciona você: apenas leva para uma série de correntes e compartilhamentos. 

Leia mais:
Veja como interromper o envio de fotos e vídeos pelo WhatsApp
Saiba como ler as mensagens do WhatsApp sem ser descoberto
Não caia no golpe do visualizador de mensagens do WhatsApp

Para ganhar o benefício, os hackers incentivam usuários a baixar aplicativos e a compartilhar a "novidade" com 10 amigos e cinco grupos diferentes. A partir disso, o usuário é direcionado a uma página que induz a instalação de outros aplicativos, que não necessariamente contêm vírus. A cada novo app baixado pelo usuário, o hacker ganha dinheiro, diz a empresa de segurança. 

Como sempre, vale a pena ficar atento e seguir algumas dicas básicas, como evitar clicar em links vindos por mensagens ou e-mails,  utilizar redes wi-fi sempre protegidas por senha e, se possível, instalar e manter atualizado algum tipo de antivírus em seu aparelho celular.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros