VÍDEO: menino de dois anos salva irmão gêmeo preso debaixo de cômoda - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

União03/01/2017 | 11h31Atualizada em 03/01/2017 | 13h28

VÍDEO: menino de dois anos salva irmão gêmeo preso debaixo de cômoda

Crianças brincavam sozinhas no quarto quando acidente ocorreu. Pai alertou para o perigo de ter móveis soltos em casa

VÍDEO: menino de dois anos salva irmão gêmeo preso debaixo de cômoda Reprodução / Youtube/Youtube
Foto: Reprodução / Youtube / Youtube

Os gêmeos Bowdy e Brock Shoff, de apenas dois anos, brincavam sozinhos no quarto quando um acidente ocorreu. A cômoda em que os meninos tentavam escalar caiu por cima de Brock, deixando-o preso. Depois de algumas tentativas de erguer o móvel, Bowdy consegue empurrar a cômoda e salvar o irmão. O vídeo foi postado no Youtube e uma versão menor foi divulgada pelo pai dos gêmeos no Facebook, no dia 1°. 

Leia mais:
Criança de 5 anos morre após cair do 13º andar de prédio em Porto Alegre
Pais de criança que caiu do 13º andar de prédio na Capital devem prestar depoimento nesta quarta-feira

"Eu estava um pouco hesitante em postar isso. Mas sinto que não é só para trazer consciência, mas também é incrível. Estamos gratos pelos laços que esses irmãos gêmeos compartilham. Sabemos que Bowdy não estava sozinho tirando a cômoda de Brock. E me sinto abençoado por ele estar bem. Por favor, certifique-se que todos as suas cômodas estão aparafusadas e presas à parede. Por favor, compartilhe", alertou Ricky Shoff.

A família mora em Orem, no estado de Utah, nos Estados Unidos, e segundo o jornal Daily Mail, a mãe dos meninos estava em outro lugar da casa quando a cômoda caiu. A imagem foi registrada por uma câmera que pertence a um sistema de segurança pelo celular. 

Ainda de acordo com o Daily Mail, houveram insinuações de Ricky Shoff, que trabalha numa empresa de sistema de segurança doméstica, divulgou o vídeo como forma de vender o equipamento usado para registrar o acidente com as crianças. A família negou as acusações.

Leia outras notícias


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros