Como declarar o Imposto de Renda 2017 se você perdeu o emprego no ano passado - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Acerto com o Leão06/04/2017 | 20h00Atualizada em 06/04/2017 | 22h33

Como declarar o Imposto de Renda 2017 se você perdeu o emprego no ano passado

Confira os cálculos que você deve fazer para saber se é necessário ou não declarar

Como declarar o Imposto de Renda 2017 se você perdeu o emprego no ano passado Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Faltando pouco mais de 20 dias para o fim do prazo de declaração do Imposto de Renda 2017, os trabalhadores que perderam o emprego no ano passado precisam fazer as contas. Tanto quem segue procurando vaga formal quanto quem já foi recontratado deve ter atenção redobrada ao acertar as contas com o Leão.

Leia mais sobre o Imposto de Renda 2017
Como o microempreendedor individual deve declarar
Passo a passo, veja como preencher a declaração

De acordo com o Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon-RS), o contribuinte deve somar o valor da rescisão com outras verbas recebidas no ano de 2016 para saber o que fazer. Se essa soma atingir R$ 28.559,70 para rendimentos tributáveis e R$ 40 mil para rendimentos isentos e não tributáveis, é obrigatório fazer a declaração até o dia 28 deste mês. Caso a soma não atinja os valores, não é preciso entregar a declaração. 

No vídeo abaixo, André de Magalhães Bravo, auditor fiscal da Receita Federal, responde dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda


Confira o passo a passo para fazer a declaração nos casos de rescisão contratual.

RESCISÃO CONTRATUAL

Somar valores
- O primeiro passo é ter em mãos o informe de rendimentos anuais, que deve ser fornecido pelo antigo empregador. No documento, devem ser especificados todos os valores que foram pagos ao trabalhador.
- Como não existem regras específicas em relação à obrigatoriedade de entrega da declaração nos casos de rescisão, esta é a hora de fazer um cálculo.
- O contribuinte deve somar o valor da rescisão com outras verbas recebidas no ano.
- Se a soma atingir os valores de R$ 28.559,70 para rendimentos tributáveis e R$ 40 mil para rendimentos isentos e não tributáveis, é obrigatório fazer a declaração.
- Caso a soma não atinja os valores, o contribuinte está dispensado de entregar a declaração.
- Em uma rescisão, são pagos rendimentos de diversas naturezas: tributáveis como horas extras e saldo de salários. Tributáveis exclusivamente na fonte, como o 13º salário e Participação nos Lucros e Resultados. Ainda há os isentos, como aviso prévio indenizado e Plano de Demissão Voluntária. Essas informações já vêm classificadas nos documentos fornecidos pela empresa. E é com elas em mãos que o contribuinte deve iniciar o passo a passo, caso atinja os valores que obrigam a fazer a declaração.

PASSO A PASSO
- Inicialmente, o programa IRPF 2017 deverá ser baixado do site da Receita Federal.
- Após a instalação, clique na aba "Nova" para criar uma nova declaração, com a possibilidade de digitar ou importar os dados da declaração anterior.

Abra a ficha "Rend. Trib. Receb. de Pessoa Jurídica pelo Titular" e informe o CNPJ e o nome da fonte pagadora.

Foto: Reprodução / Site da Receita Federal

- Informe o saldo de salário no campo "Rendimentos Recebidos de Pessoa Jurídica"
- Informe o desconto do INSS no campo "Contribuição Previdência Oficial"
- Informe o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) no campo "Imposto Retido na Fonte"
- Informe o 13º salário no campo "13º salário"
- Informe o IR sobre o 13º salário no campo "IRRF sobre o 13º salário"

Abra a ficha "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis"

Foto: Reprodução / Site da Receita Federal

Para lançamento das férias e aviso indenizado
- Informe 04 no campo "Tipo de Rendimento"
- Informe Titular no campo "Tipo de Beneficiário"
- Informe o CNPJ da Fonte Pagadora
- Informe o nome da Fonte Pagadora
- Informe o valor das férias mais o Aviso Indenizado no campo "Valor"

Para lançamento do FGTS
- Clique abaixo em "Novo"
- Informe 04 no campo "Tipo de Rendimento"
- Informe Titular no campo "Tipo de Beneficiário"
- Informe o CNPJ da Caixa Econômica Federal: 00.360.305/0001-04
- Informe o nome Caixa Econômica Federal
- Informe o valor do FGTS mais a Multa do FGTS no campo "Valor"

Para lançamento do seguro-desemprego
- Clique abaixo em "Novo"
- Informe 26 no campo "Tipo de Rendimento"
- Informe Titular no campo "Tipo de Beneficiário"
- Informe o CNPJ do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT): 07.526.983/0001-43
- Informe o nome do FAT: Fundo de Amparo ao Trabalhador
- Informe o valor recebido de seguro-desemprego em 2016 no campo "Valor"

Fonte: Diogo Chamun, presidente do Sescon-RS

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • McMarcinho_Ofi

    McMarcinho_Ofi

    Mc MarcinhoAlô galera daqui a pouco vai começar a Live aqui no diário gaúcho fica ligado! https://t.co/hK8tNKnpjAhá 14 minutosRetweet
  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúchohttps://t.co/EaLxAklf7Jhá 33 minutosRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros