Entenda a sua "nota de crédito", pontuação que pode dificultar o parcelamento de contas - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Encare a Crise17/04/2017 | 04h00Atualizada em 17/04/2017 | 04h00

Entenda a sua "nota de crédito", pontuação que pode dificultar o parcelamento de contas

Lojas usam ferramentas como a Score, do Serasa, que avalia histórico de pagamento do cliente

Entenda a sua "nota de crédito", pontuação que pode dificultar o parcelamento de contas /


O funcionário dos Correios Luis Carlos Silva dos Santos, 54 anos, tomou um susto quando chegou a uma rede de varejo para parcelar a compra de uma televisão nova e descobriu que o sistema da loja rejeitava seu CPF para esse tipo de operação. Tentou entender o que o impedia de comprar parcelado, mas o atendente se limitou a dizer que o CPF não estava "habilitado".

— Eu não estou negativado no Serasa nem no SPC, então fiquei sem entender qual era a dificuldade em fazer o parcelamento — afirma Luis Carlos.

Leia mais
Ajuda bem-vinda: sites gratuitos que dão aquela força para organizar as finanças
Os prós e contras dos seguros de automóvel mais baratos
VÍDEO: como transformar uma costela em carne nobre

Na quinta-feira passada, foi à agência do Serasa em Porto Alegre e soube que, embora não estivesse negativado, um banco para o qual devia há dois meses havia comunicado o atraso. Como, recentemente, havia postergado outra conta — já em dia, diz —, desconfia que as empresas tenham compartilhado informações e seu CPF esteja sendo evitado pelos lojistas.

Casos como o de Luis Carlos podem ser explicados por uma eventual pontuação baixa em ferramentas de análise de crédito.

A mais conhecida é o Score do Serasa. Trata-se de uma ferramenta que calcula a "nota de crédito" a partir de histórico de pagamento ou calotes dos consumidores, e indica a probabilidade de eles pagarem ou não suas contas em dia. O método considera a pontualidade do pagamento de boletos e faturas, uso do limite da conta corrente e casos anteriores de negativação.

— Olhamos histórico e comportamento, e se há casos de inadimplência, atribui-se um risco mais alto — explica a diretora do Serasa Consumidor, Fernanda Monnerat.

A pontuação do Serasa vai de 0 a 1000. Quanto mais alto, melhores as condições do consumidor conseguir crédito com juros baixos ou parcelamento mais longo, por exemplo. Alguém com a pontuação baixa possivelmente terá dificuldade para abrir empréstimos ou solicitar um cartão de crédito.

— Pela primeira vez no país, se enxerga o crédito pelo viés positivo, valorizando quem paga em dia. O consumidor só depende de si para melhorar a pontuação — argumenta Fernanda.

Conforme o Serasa, a maioria das médias e grandes redes utiliza os dados de Score para ajudar a decidir se dará ou não empréstimos. Desde o início de abril, a nota passou a ser informada aos consumidores em seu site. Para descobrir sua nota, é preciso preencher um cadastro com informações pessoais, inclusive telefone celular, e-mail e nome da mãe. O Serasa diz que as exigências são para atestar a credibilidade da busca.

Não há "nota de corte". Decisão é de cada loja

Não existe uma "nota de corte" que impeça alguém de tomar crédito, nem garantia de que haverá dinheiro a juro baixo. Quando acessam a pontuação, lojistas e gerentes de banco resolvem se o risco está condizente com a operação. Cabe a cada empresa a decisão. E essa diferença de critérios pode causar confusão.

Joyce Dreyer, 35, é outra que visitava o Serasa na quinta-feira para saber por que não estava conseguindo encomendar um cartão da bandeira de uma rede de supermercados. No balcão, a avisaram que seu CPF tinha pendências. Uma semana antes, havia comprado parcelado alguns itens de casa em uma rede de materiais de construção, sem nenhuma restrição.

— Há cinco anos, fiquei devendo porque estava desempregada, mas essas contas foram pagas há tempos. Não entendo por que não consigo crédito se não devo para ninguém — questiona ela.

Apesar das dúvidas, a pontuação para análise de crédito, assim como os cadastros positivos de crédito, são legais, afirma Sophia Martini Vial, diretora do Procon de Porto Alegre. A regra foi aprovada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) após audiência pública em agosto de 2014. Sophia afirma que o Procon recomenda aos consumidores acompanharem de perto a pontuação e procurarem se informar sobre as razões de uma eventual negativa no crédito:

— O método não é justo com quem paga as contas em dia, mas, por alguma razão, tem dificuldade de conseguir crédito. Mas, conforme a Justiça, é legal. 

Como saber sua pontuação no serasa

— Não é possível pesquisar a nota no atendimento presencial do Serasa. E, via de regra, comerciantes e bancos não passam essa informação ao consumidor.

— Para consultar o sistema Score, é preciso entrar no site da Serasa Consumidor 

— Clique em "Consultar agora grátis".

— Aparecerá um pop-up; clique em cadastre-se.

— Será preciso preencher CPF, nome completo, data de nascimento, e-mail, celular e nome da mãe, além de definir uma senha.

— Com este login e senha, entra-se no campo para descobrir a pontuação, no mesmo site. 

Como melhorar o score

— É importante pagar as contas e empréstimos em dia, sem atraso (mesmo que inferior ao período de dois meses, que geralmente leva o consumidor ao cadastro negativo).

— Evite atrasar o pagamento do cartão de crédito ou flutuar por muito tempo no limite da conta bancária.

— Se fizer empréstimos, comprometa menos de 30% da renda.

— Preencher o cadastro positivo é uma forma de melhorar a pontuação. Saiba mais em no site da Serasa Consumidor

O que puxa para baixo a pontuação

— Acumulo de dívidas e operações de empréstimo que comprometam a renda.

— Histórico de atraso no pagamento ou negativação em serviços de proteção de crédito.

— Empréstimos ou parcelamentos atrasados levados à Justiça.

— Não ter cadastro positivo do Serasa.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúchohttps://t.co/8Qf7qCMVK8há 3 minutosRetweet
  • marcelo_peres

    marcelo_peres

    Marcelo Peres@paula_menezess Ahahaha parabéns entao senta no banquinho e chora ou quebra todo o shopping ai ao menos vai sair no diario gauchohá 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros