Greve geral: veja o que pode parar na sexta-feira no RS - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Fique atento26/04/2017 | 13h52Atualizada em 27/04/2017 | 21h36

Greve geral: veja o que pode parar na sexta-feira no RS

Centrais sindicais preparam manifestações em Porto Alegre e no Interior e prometem parar trens e ônibus e paralisar rodovias

Greve geral: veja o que pode parar na sexta-feira no RS Félix Zucco / ZH/ZH
Sindicalistas prometem bloquear saída de veículos das garagens Foto: Félix Zucco / ZH / ZH
Zero Hora
Zero Hora

Confira a seguir que serviços e setores, no Rio Grande do Sul, podem sofrer algum tipo de restrição na greve geral prevista para esta sexta-feira e quais são os principais atos planejados pelas centrais sindicais em Porto Alegre.

1) Trens

- O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado (Sindimetrô-RS) decidiu que haverá paralisação na Trensurb por 24 horas.
- A intenção da entidade é que nenhum veículo circule na sexta-feira, a partir da 0h.
- A Trensurb ingressou com medida cautelar no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região para garantir operação. 
- No fim da tarde, a Justiça determinou o funcionamento de 50% dos trens nos horários de pico nesta sexta-feira.

Leia mais:
Centrais sindicais prometem parar trens e ônibus no RS
Federação das indústrias do RS critica "grevismo de minorias"
Governo teme que manifestações do dia 28 contaminem reformas 

2) Ônibus

- Integrantes das centrais sindicais e do Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre planejam concentração em frente às garagens de empresas de ônibus que operam na Capital e Região Metropolitana, entre elas Carris e Trevo, para impedir a saída de veículos a partir da madrugada.
- A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) decidiu colocar 200 agentes nas ruas ao amanhecer. Equipes vão acompanhar a movimentação nas garagens, com apoio da BM. A EPTC também autorizou o transporte de passageiros em pé em lotações.
- Na noite desta quinta-feira, A Justiça deferiu liminar que obriga as empresas de ônibus de Porto Alegre a garantir pelo menos 30% da frota em circulação no horário normal e 50% no horário de pico — 5h30min às 8h30min, e das 17h às 20h — nesta sexta-feira.
- A circulação de ônibus intermunicipais chegou a ser suspensa pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), mas a decisão foi revista pelo governo.

3) Aeroportos

- Pilotos e comissários de voo decidiram, em assembleia nesta quinta-feira, não fazer greve e encerrar movimentações para qualquer tipo de paralisação próxima, informa o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA).
- O Sindicato dos Aeroviários da Capital convocou a categoria a aderir à greve.
- As principais companhias aéreas brasileiras já estão oferecendo a possibilidade de remarcação de passagens que estavam previstas para esta sexta-feira (28) sem custos.

4) Bancos

- O Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região (SindBancários) decidiu, em assembleia no dia 18, que não haverá expediente em agências da Capital e de outros 15 municípios. A mobilização dependerá da adesão dos funcionários de banco.

5) Escolas e universidades

Rede estadual

- O Cpers-Sindicato decidiu, no conselho geral, que não haverá aula nas escolas estaduais na sexta-feira, mas isso dependerá da mobilização dos professores.
- Nas últimas greves anunciadas pela entidade, a adesão foi restrita.

Rede municipal

- Sindicatos vinculados a professores e funcionários de escolas municipais em cidades como Porto Alegre e Canoas decidiram pela adesão à greve.
- Como no caso do Cpers, paralisações dependerão do nível de mobilização dos professores.

Rede privada

- O Sindicato dos Professores do Ensino Privado do RS (Sinpro) fez consulta por e-mail e 74,6% dos 2 mil docentes que responderam à enquete (10% dos sócios) confirmaram a intenção de parar. A decisão depende de cada escola.
- O Sindicato do Ensino Privado (Sinepe-RS) publicou nota em seu site orientando "que as instituições de ensino avaliem as condições de sua localidade para decidir sobre o seu funcionamento ou não". Das 57 instituições consultadas até as 10h desta quinta-feira, 22 não terão aulas. Outras duas informaram direto aos pais que não terão aulas. Veja a lista.
- A entidade enfatizou "o compromisso com o cumprimento do calendário escolar e dos dias letivos".

Ensino Superior

- Estão previstas paralisações e atos em instituições como a Universidade Estadual do RS (Uergs) e a Universidade de Passo Fundo (UPF).
- O Sindicato dos Técnico-Administrativos da UFRGS, da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) convocou a categoria a aderir.
- A Associação de Docentes da UFRGS (ADUFRGS) também decidiu apoiar a greve. 

6) Rodovias

- Estão previstos protestos em várias rodovias no Estado. A Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do RS (Fetraf-RS) terá acampamentos às margens de estradas em municípios como Sarandi (BR-386), Lagoa Vermelha (BR-285), São Lourenço do Sul (BR-116), Antônio Prado (RS-122) e Fontoura Xavier (BR-386).
- A BM e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) preparam esquema especial para monitorar as manifestações e garantir a circulação nas estradas.

7) Portos

Há previsão de fechamento do terminal de contêineres do porto de Rio Grande, administrado pela Tecon, entre as 7h e as 19h de sexta-feira.

8) Servidores públicos

- As principais entidades de classe que representam servidores públicos no RS apoiam a greve e convocaram as categorias a aderir, entre elas o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e a Federação Sindical dos Servidores Públicos do Estado (Fessergs).
- A prefeitura de Porto Alegre fez parceria com o Cabify para dar desconto de R$ 15 em duas corridas (ida e volta) aos servidores municipais e, assim, garantir locomoção para quem quiser trabalhar nesta sexta.

9) Comércio

- O Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre, por meio de nota, orienta os comerciários a aderirem à paralisação.
- Já o Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre e a Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo divulgaram notas com posição contrária, aconselhando os comerciantes a abrirem seus estabelecimentos e trabalharem normalmente. A adesão ou não à greve dependerá de cada um.
- O Zaffari informou, por meio de nota, que "está preparado e fará o possível para operar normalmente nesta sexta-feira. Porém, o funcionamento de cada loja será avaliado no transcorrer do dia".

10) Justiça do trabalho

- A Justiça do Trabalho da 4ª Região (RS) suspenderá o expediente interno e externo de suas unidades administrativas e judiciárias, de primeiro e segundo grau.
- Também estão suspensas na data a realização de audiências e sessões e os prazos processuais e regimentais.
- Os prazos que venceriam nessa data ficam prorrogados para o primeiro dia útil seguinte. As medidas judiciais urgentes serão atendidas em regime de plantão. 

11) Ponte do Guaíba

- Segundo a Concepa, a previsão é de que içamentos da ponte do Guaíba ocorram de forma normal.

- Centrais sindicais preparam protesto no local na parte da manhã. O horário não foi divulgado.

Principais atos previstos em Porto Alegre

- Durante a madrugada e o início da manhã, estão previstos atos em frente às garagens de ônibus e também nos acessos à cidade, com distribuição de panfletos e caminhadas.
- Às 10h, está previsto ato em frente à Faculdade de Educação da UFRGS, no centro da Capital.
- Às 10h30min, a Associação dos Juízes do RS (Ajuris) promoverá ato com magistrados, promotores, defensores, procuradores e profissionais de outras categorias ligadas à Justiça em frente ao prédio do Foro Trabalhista de Porto Alegre (na Avenida Praia de Belas, 1.432). 
- A partir do fim da manhã, haverá concentração na Esquina Democrática, no Centro, para ato com as centrais sindicais no Largo Glênio Peres.

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • soldovitti

    soldovitti

    RT @portalrafavitti: Nota (21) sobre a participação do Rafael no evento "La Bella Kids" esse fim de semana em Porto Alegre,no jornal local,…há 2 minutosRetweet
  • Carladornelles9

    Carladornelles9

    CD@diario_gaucho O resto é fácil, o importante é não morrer atropelado na faixa de segurança, affffff gente tosca que não sabe pra que existehá 32 minutosRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros