No Dia Estadual de Combate ao Câncer Bucal, saiba como prevenir a doença e onde buscar diagnóstico - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Maio vermelho31/05/2017 | 07h05Atualizada em 31/05/2017 | 07h07

No Dia Estadual de Combate ao Câncer Bucal, saiba como prevenir a doença e onde buscar diagnóstico

Capital terá diversas ações de diagnóstico da doença, que é um dos dez mais frequentes tipos de câncer no Brasil

No Dia Estadual de Combate ao Câncer Bucal, saiba como prevenir a doença e onde buscar diagnóstico Cristine Rochol/PMPA
Foto: Cristine Rochol / PMPA

Encerrando as atividades da campanha Maio Vermelho, hoje, no Dia Estadual de Combate ao Câncer Bucal, diversas atividades ocorrem na Capital incentivando o diagnóstico e a prevenção. 

Uma ferida na boca que não cura, mas também não dói, pode ser um indício de alguma doença sendo ignorada. Também é um dos principais sintomas do câncer de boca, enfermidade que matou 5,9 mil brasileiros em 2015, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). A estimativa para 2017 é de 900 casos em homens e 210 em mulheres no Estado. Para diagnosticar, o principal sinal de alerta são lesões bucais que não curam no período de até duas semanas. Nesse caso, consulte um dentista para um exame básico e possível encaminhamento.

A estomatologista Juliana Romanini, coordenadora da campanha, destaca que o câncer de boca é um dos dez mais frequentes no Brasil: 

— Muitas pessoas desconhecem a existência da doença, mas as lesões de boca são bastante significativas e, com 2cm, já podem causar mutilação e provocar dificuldade para falar, engolir e, até mesmo, afastar as pessoas das atividades de trabalho e do convívio familiar. 

Saiba mais

/// Sintomas: lesões que não curam em duas semanas ou com mudança de cor
/// Prevenção: evitar fumar ou beber em excesso, usar protetor labial para proteção dos lábios contra o sol
/// Se desconfiar de alguma lesão, vá ao dentista para que seja feito o exame da cavidade bucal. É um exame simples que pode detectar anomalias.
/// Se detectado algo fora do normal, o dentista encaminha o paciente para um estomatologista, para que seja realizada a biópsia da área.
/// Caso confirmado o câncer, acontece o encaminhamento para um especialista. Os tratamentos mais comuns são a cirurgia ou a radioterapia.

Atividades gratuitas na Capital 

/// Exames no Hospital Conceição (Avenida Francisco Trein, 596, Bairro Cristo Redentor), das 8h às 17h.
/// Orientações e exames no Largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Público, das 8h às 17h.
/// Palestra Prevenção ao Câncer Bucal, às 19h, no Shopping Total (Avenida Cristóvão Colombo, 545).
/// Roda de conversa Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Boca, no auditório do Instituto da Criança com Diabetes (Rua Álvares Cabral, 529, Bairro Cristo Redentor), das 10h ao meio-dia. 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • FabrcioD

    FabrcioD

    Fabrício Dias@diario_gaucho Com Nico na direita e Winck estará declarada a avenida livre de acesso ao gol do Internacional.há 1 horaRetweet
  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúchohttps://t.co/feLFEH5Oj7há 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros