Descobriu que o dinheiro do FGTS não está na sua conta? Saiba o que fazer - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu direito20/07/2017 | 11h11Atualizada em 20/07/2017 | 11h14

Descobriu que o dinheiro do FGTS não está na sua conta? Saiba o que fazer

Prazo para sacar saldo das contas inativas termina no dia 31

Descobriu que o dinheiro do FGTS não está na sua conta? Saiba o que fazer Omar Freitas/Agencia RBS
Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

O prazo para retirar o saldo das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) termina em poucos dias — em 31 de julho — e quem deixar para sacar o dinheiro na última hora pode enfrentar uma grande dor de cabeça ao não encontrar o saldo que pensava ter na conta inativa. 

A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) informou que mais de 200 mil empregadores têm pendências com o FGTS. Isto significa que elas não depositam o dinheiro na conta do trabalhador — a dívida total soma R$ 24,7 bilhões e afeta mais de 8 milhões de pessoas.

Acontece que muitos trabalhadores só estão descobrindo que seus empregadores não depositaram o dinheiro quando tentam sacar o Fundo

O que fazer se o FGTS não é depositado

Com o anúncio do saque das contas inativas do FGTS, o Ministério do Trabalho recebeu 15.506 denúncias contra empresas com irregularidades no FGTS em todo o país, entre 23 de dezembro de 2016 e 17 de julho de 2017. O Rio Grande do Sul é o segundo Estado com mais reclamações (1.657), ficando atrás somente de São Paulo (4.320). 

Antes de mais nada, verifique o saldo do seu FGTS neste link. Se ele não foi depositado corretamente, procure a empresa. Se não houver acordo, o próximo passo é o sindicato da categoria ou uma Superintendência, agência ou gerência do Ministério do Trabalho. A rede de atendimento do Ministério do Trabalho está disponível neste site.

Se a empresa não existe mais, é possível ingressar com ação na Justiça do Trabalho para pedir o pagamento do FGTS devido.

* Com informações do portal G1.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros