Receita deposita hoje valor do terceiro lote do Imposto de Renda - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Alívio para o bolso14/08/2017 | 13h15Atualizada em 15/08/2017 | 11h24

Receita deposita hoje valor do terceiro lote do Imposto de Renda

Se você ainda não tem planos para usar a grana, veja dicas para aproveitar o dinheiro extra

Receita deposita hoje valor do terceiro lote do Imposto de Renda Adriana Franciosi/Agencia RBS
Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

O crédito referente ao terceiro lote da restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2017 será creditado nesta terça-feira (15). Ainda não conferiu se você está neste lote? Acesse este site da Receita Federal e consulte.

Leia mais
Vale a pena antecipar imposto de renda e 13º salário? Tire suas dúvidas
Vale a pena dar imóvel ou carro como garantia de empréstimo?
Pontos positivos e negativos dos consórcios de serviços

Serão contemplados desta vez mais de 2,012 milhões de contribuintes, com distribuição de R$ 2,8 bilhões. O lote abrange também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2016. No Rio Grande do Sul, 118.869 pessoas receberão a restituição — o total é de R$ 154.209.132,07, e a maior parte do valor restituído refere-se ao exercício 2017, em que 115,5 mil contribuintes receberão R$ 146,3 milhões. 

Para fazer um bom uso deste dinheiro extra, o segredo é traçar um bom planejamento. O caminho mais indicado por consultores financeiros é justamente pagar as dívidas, começando por aquelas mais caras, com juros mais altos e que viram uma bola de neve no orçamento. Desta forma, elimina-se, além do grande vilão do orçamento, possíveis restrições nos órgãos de análise de crédito. 

— Outra opção para quem não está com dívidas em atraso é reservar esse dinheiro para pagamentos de tributos anuais à vista e com desconto (como IPVA e IPTU, que chegam no fim do ano) — afirma o consultor financeiro Jó Adriano da Cruz.

De acordo com Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), quem está com as contas em dia pode utilizar pelo menos parte de sua restituição para poupar. Para isso, é importante ter uma meta estabelecida, ou seja, um objetivo com valor e prazo, o que irá motivá-lo a continuar guardando dinheiro. 

— A restituição, assim como outras receitas extras como as contas inativas do FGTS, 13º salário, participação nos lucros e resultados da empresa, bônus e comissões, por exemplo, pode ser direcionada para adiantar o sonho do consumidor — aponta Domingos.

As aplicações mais sugeridas por consultores financeiros para valores não regulares e inferiores a R$ 600, como costumam ser boa parte das restituições, são os Títulos do Tesouro, que aceitam aplicações de menos de R$ 40, e também a Caderneta de Poupança, que dispensa valores mínimos e tem isenção de Imposto de Renda. Usar o dinheiro para dar um reforço em um plano de previdência privada também deve ser visto como uma boa opção.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros