Está demorando para conseguir um novo emprego? Veja dicas para não desanimar - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Mercado de trabalho14/09/2017 | 13h06Atualizada em 14/09/2017 | 13h06

Está demorando para conseguir um novo emprego? Veja dicas para não desanimar

Saiba como agir enquanto batalha para assinar um novo contrato de trabalho

Segundo dados do IBGE, a parcela de trabalhadores em busca de vagas há dois anos ou mais cresceu nos últimos meses e já está em 21,7%, maior percentual desde o início da série história da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), em 2012. 

Com o desemprego em alta e o país em crise, conseguir uma vaga fica cada vez mais difícil. Além disso, passar muito tempo buscando trabalho sem sucesso pode gerar frustração e abalo emocional. O consultor de carreira Emerson Weslei Dias explica como manter o ânimo e reforçar as estratégias para encontrar a vaga.

Leia mais
Terceira fase de pagamento do PIS/Pasep 2016 é liberada
Walmart seleciona 100 trabalhadores na Região Metropolitana 

Como manter o ânimo em alta e superar a frustração na busca pelo novo emprego?
É fundamental criar uma rotina. Marque um ou dois encontros por semana com gente conhecida (pode ser um café, almoço etc), faça atividades físicas regularmente, dedique algumas horas para leitura de jornais, livros e revistas. Enfim, é necessário ocupar a cabeça e investir tempo em conhecimento, aprendizagem, relacionamento. Há muitas opções de bons cursos gratuitos pela internet também. O importante é se movimentar e estar em contato com as pessoas. Elas geram oportunidades!

Como fazer uma autoanálise para entender os motivos pelos quais não se consegue o novo trabalho?
É possível fazer isso sozinho. Para isso, você deve elencar os passos dados e os resultados obtidos e fazer uma análise de forma pragmática. Requer sangue-frio e disposição, além de uma clara noção dos seus pontos fortes e, principalmente, dos pontos fracos. Um bom coach de carreira também pode ajudar nesse trabalho. Há muitas coisas que não vemos e, por isso, contar com um profissional que tenha uma visão de fora é muito importante. É preciso ter discernimento para reconhecer quando o problema está em nós e para entender quando está no mercado, principalmente em momentos de crise. Essa balança precisa estar equilibrada. Contar com ajuda externa pode facilitar.

Quem está desempregado há mais de dois anos deve começar a pensar em buscar trabalho fora de sua área?
Sim. Aliás, já deveria ter ao menos sondado essa possibilidade. Digo isso porque pode ser um movimento interessante de carreira. É possível encontrar boas oportunidades quando se está muito qualificado para a função, até porque, para as empresas, isso é positivo: contrata-se profissional mais qualificado por menor salário (lei da oferta e demanda). Exemplo: um executivo de uma grande empresa vislumbra uma vaga de gerente numa empresa nacional de pequeno porte, com salário menor, mas ele pode usar a experiência adquirida anteriormente para aportar conhecimento na nova organização, trabalhando diretamente com o dono. Conheço gente que fez isso e hoje é sócio do negócio, com muito mais autonomia e remuneração do que antes.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros