Magali Moraes escreve sobre requeijão e regras de convivência - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga15/09/2017 | 10h00Atualizada em 15/09/2017 | 10h00

Magali Moraes escreve sobre requeijão e regras de convivência

Magali Moraes escreve sobre requeijão e regras de convivência Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Precisamos falar sobre pessoas que enfiam a faca suja no requeijão. Sabe farelinho de pão que fica gritando "socorro, me tira daqui"? Os de pão torrado são os piores. Afundam como se estivessem numa areia movediça. O requeijão nunca mais será o mesmo. Nem mandando uma equipe de resgate pra remover os restos mortais. Custa limpar a faca antes de se servir? A outra opção é a gente fechar os olhos e comer requeijão com gostinho de desrespeito. Não somos obrigados.

Quer coisa mais irritante do que tomar café da manhã, abrir o pote de requeijão e encontrar um orégano perdido de ontem à noite? Apenas parem de sujar o requeijão da família. Essa coluna não vale pra quem mora sozinho. Nesse caso, você pode fazer o que quiser com o requeijão e a casa inteira. Era um assunto que estava entalado na garganta, desculpe o desabafo. Vamos combinar que ninguém pode guardar o requeijão na geladeira sem antes conferir se ficou algum objeto não identificado lá dentro.

Leia outras colunas da Maga

Regras claras

Se não sou eu a te abrir os olhos pra esse pequeno problemão doméstico, quem mais? Acontece também com a manteiga e a margarina. A diferença é que elas são mais durinhas e fáceis de limpar. Olha a que ponto chegamos! Falando em fazer faxina no requeijão. É só ter bom senso na próxima refeição e lembrar que ainda não inventaram requeijão sabor Sobras Sortidas. Ninguém compraria um produto desses, então, não faça isso em casa. 

Casamentos terminam e filhos são deserdados por muito menos. A convivência familiar deve ter regras claras. Ou uma única: não sujar o requeijão e ponto final. Já que a coluna de hoje tá botando a boca no trombone, quero denunciar o grão de arroz. É, aquele mesmo. O que aparece boiando dentro do feijão. Só devia ter grão de feijão na panela. Talvez uma linguicinha. O arroz que cai da colher, não pode. Imagina se a moda pega e a gente acha grão de arroz no pote de requeijão? Aí o mundo tá perdido.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros