Saiba como fazer a vaga temporária de fim de ano virar efetiva - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Espaço do Trabalhador22/09/2017 | 09h00Atualizada em 22/09/2017 | 09h00

Saiba como fazer a vaga temporária de fim de ano virar efetiva

Comércio prevê mais oportunidades nesta temporada. Pode ser a chance de segurar um emprego por muito mais tempo. Confira qualificações para turbinar seu currículo

Saiba como fazer a vaga temporária de fim de ano virar efetiva Leandro Rodrigues/Agencia RBS
Vanessa tem o perfil buscado pelos empregadores Foto: Leandro Rodrigues / Agencia RBS

As oportunidades de trabalho temporário neste final de ano prometem aumentar. Ainda não será uma avalanche de vagas. É importante lembrar que o Brasil dá, por enquanto, os primeiros sinais de saída de uma crise econômica. Mesmo assim, já é suficiente para oferecer um cenário melhor do que o do ano passado.

A pesquisa anual da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV) revelou que 53% dos varejistas gaúchos planejam contratar temporários no segundo semestre. A projeção é de um aumento de 5,2% em relação ao ano passado.

– Em 2016, o setor contratou cerca de 4,9 mil temporários. Para este ano, prevemos cerca de 5,2 mil trabalhadores. Na medida em que o varejo vai se fortalecendo, há grandes possibilidades para pessoas com talento – diz o presidente da AGV, Vilson Noer.

Leia mais
Hospital de Clínicas faz concurso e oferece salários de até R$ 8 mil
Empresas buscam estagiários: veja a lista de vagas e como se candidatar
Projeto ajuda mães que querem fazer o Enem

Mas pode ser muito mais do que uma vaga temporária. O presidente da AGV garante que se trata de uma porta privilegiada para garantir emprego fixo depois do fim do contrato. Mas é preciso fazer brilhar o olho do empregador.

– É preciso ter vontade de se relacionar com as pessoas. Deve-se estar preparado para entrar em uma competição forte como é o varejo. E sempre com muita atitude, com entusiasmo e comprometimento com a cultura organizacional – orienta Noer.

Candidatos mais qualificados 

De acordo com a Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), a previsão é de 115 mil vagas temporárias no final deste ano, somente em dezembro. Trata-se de uma recuperação de 5,5% em relação ao ano anterior, quando foram contratados 109 mil pessoas no país. 

Agências de emprego consultadas na Capital confirmam perceber um interesse maior por parte das empresas contratantes neste segundo semestre em relação ao período em 2016. Espera-se para outubro um aquecimento do processo de contratação. A AST Facilities é uma das que já tem vagas abertas. 

A economista-chefe da Fecomércio/RS, Patrícia Palermo, explica que a oferta mais otimista de vagas está relacionada à melhora geral da economia. A inflação está mais baixa e as pessoas empregadas estão confiantes para voltar a consumir. E o final de ano dá mais impulso para as compras.

Além de ser bom para quem busca de emprego, as vagas temporárias deste ano trazem uma vantagem ao contratantes, acredita a economista: candidatos mais qualificados. As demissões dos últimos anos colocaram gente talentosa no mercado pronta para ser contratada. É o caso da vendedora desempregada Vanessa Paola da Silva, 26 anos, de Sapucaia do Sul. Ela está otimista com a expectativa de mais vagas de trabalho temporário para este ano. A caminhada para deixar currículos e fazer cadastro nas agências de emprego já começou. De acordo com os especialistas ouvidos pela reportagem, ela está com tudo para botar a mão em uma oportunidade.

– Fiz curso técnico na área de comércio e estou sempre me reciclando, indo a palestras, procurando me aperfeiçoar – conta a jovem.

Onde já tem vagas

- A agência AST Facilities tem disponíveis 59 vagas para trabalho temporário. Entre os cargos, estão promotor de vendas, vendedor, telemarketing, supervisor de vendas, auxiliar de montagem, portaria, analista fiscal, copeira e editor de imagem. Inscrições na Avenida Júlio de Castilhos, 435, Centro de Porto Alegre, de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 16h30min.

Dicas para conquistar a sua vaga


O perfil procurado pelos contratantes no comércio

  • - Educação: o Ensino Médio completo é fundamental para sonhar com uma vaga. O nível educacional é indicativo de que o trabalhador tem as ferramentas básicas para atender bem um cliente.
    - Estabilidade: um candidato só com experiências anteriores de trabalho curtas (de seis meses, por exemplo) pode perder a vaga. Pode indicar instabilidade emocional ou dificuldade de cumprir metas. Considera-se estabilidade a partir de um ano de atuação.
    - Experiência: há interesse em um profissional que atuou em áreas diferentes. Um candidato que trabalhou no setor de vestuário e de móveis, por exemplo, mostra capacidade de se adaptar e versatilidade.
    - Reciclagem: quem não ficou parado no tempo atrai mais os empregadores. Falta de grana não justifica a falta de cursos, palestras ou workshops no currículo. Contam também atividades gratuitas.
    - Foco: não se procura trabalhador que diga "qualquer coisa serve". Alguém que tem foco, que sabe onde quer atuar, onde procurar as oportunidades, interessa mais ao empregador.

Temporário que pode ficar

  • - Os empregadores prometem olhar com atenção os trabalhadores temporários. É uma forma de experimentar aquele trabalhador antes de oferecer um contrato fixo de trabalho.
    - A crise econômica colocou gente qualificada na fila por um emprego. O lojista atento vai querer ficar com esse trabalhador.
    - E nem sempre é necessário criar uma nova vaga. A empresa terá a chance de comparar a produtividade do temporário com os demais empregados e, se for o caso, fazer uma troca.
    - Um trabalhador que tome a iniciativa e não precise a todo momento ser orientado e motivado é tudo o que uma empresa procura.
    - Manter a chamada postura proativa é uma das chaves para o trabalhador temporário abrir a porta para uma contratação por tempo indeterminado.
    - Buscar superar as metas traçadas (que aumentam os vencimentos no final do mês) e não se contentar com a remuneração básica é o comportamento que faz a diferença.

Fontes: Ticiana Casado Teixeira, coordenadora de RH da AST Facilities; Patrícia Palermo, economista-chefe da Fecomércio/RS, Vilson Noer, presidente da AGV, e Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha) 

O que muda neste ano para o temporário

Contratação
Antes, o contrato temporário era de três meses, prorrogável por mais três: até seis meses. Desde março, a Leia da Terceirização ampliou esse prazo para seis meses, prorrogáveis por mais três: até nove meses.

Direitos
O temporário tem direito a quase todos os direitos de um trabalhador efetivo, com exceção do aviso prévio, multa do FGTS e seguro-desemprego, justamente por se tratar de uma contratação transitória. 

Cursos rápidos e palestra que podem destacar o seu currículo

Estas qualificações são no Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha), que fica na Rua Dr. Barros Cassal, 180, conjunto 801, bairro Floresta, em Porto Alegre

Palestra: A força do pensamento na busca por melhores resultados
Quando: 19 outubro, das 16h às 18h
Quanto: gratuito
Inscrições: clique aqui

Curso: Inteligência emocional para profissionais da área do atendimento
Quando: 25 e 26 de setembro, das 18h às 21h30min
Quanto: R$ 200 (para o público em geral)
Inscrições: clique aqui

Curso: Atraia mais clientes com o aumento do nível de segurança do seu estabelecimento
Quando: 28 de setembro, das 14h às 19h
Quanto: R$ 200 (público em geral)
Inscrições: clique aqui

Curso: O serviço 5 estrelas _ clientes encantados, negócios realizados
Quando: 9 e 10 de outubro, das 18h às 21h30min
Quanto: R$ 200 (público em geral)
Inscrições: clique aqui

Curso: Gestão de Estoques
Quando: 25 e 26 de outubro, das 8h30min às 12h30min
Quanto: R$ 200 (público em geral)
Inscrições: clique aqui

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros