Apaixonados por carros promovem festa para crianças na Zona Sul de Porto Alegre - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Olha que legal!15/10/2017 | 17h36Atualizada em 15/10/2017 | 17h36

Apaixonados por carros promovem festa para crianças na Zona Sul de Porto Alegre

Ação ocorreu neste domingo, na praça Nossa Senhora de Belém, no Bairro Belém Velho, em Porto Alegre

Apaixonados por carros promovem festa para crianças na Zona Sul de Porto Alegre Tadeu Vilani/Agencia RBS
Os organizadores: Carcacinhas Club PoA Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Um grupo de apaixonados por carros transformou a dor em solidariedade em Porto Alegre, depois de perder um amigo, morto a tiros num assalto há um ano e quatro meses. Para superar a perda de Diego da Silva, então com 22 anos, o mais solidário da turma, o Carcacinhas Club PoA passou a organizar, em homenagem a ele, distribuições de doações para famílias carentes e entidades assistenciais. Ontem, os 64 integrantes deram um passo a mais nas ações: fizeram a primeira festa beneficente para crianças, na praça Nossa Senhora de Belém, no bairro Belém Velho, zona sul da Capital. 

Brinquedos infláveis, corte gratuito de cabelo e brincadeiras com palhaço animaram a gurizada e as famílias, que não costumam frequentar o espaço devido à violência na região. De dentro da piscina de bolinhas, Pedro Marques, dois anos, acenava faceiro para a mãe, a educadora infantil Ana Viana, 24 anos. Apesar de morar próxima à área de lazer, a família não vai à praça. 

_ Hoje, vamos aproveitar todas as atividades. O grupo está de parabéns por ajudar a encher de crianças estes lugar _ comentou Ana.

 PORTOALEGRE-RS-BR 15.10.2017Grupo de amantes de carros - Carcacinhas Club PoA - reuniu-se para dar uma tarde de alegria para crianças do bairro Belém Velho.As irmãs Carla da Silva e Elisa da Silva (de amarelo) brincam com o palhaçoFOTÓGRAFO: TADEU VILANI AGÊNCIA RBS  DG Geral
Palhaço fez esculturas de balões para as criançasFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Em outra parte, Carla da Silva, quatro anos, esboçava uma conversa com animador de festas que fazia esculturas com balões para os pequenos. No colo da irmã Elisa, nove anos, Carla pediu um cachorro e ganhou um na cor lilás. Para a mãe das meninas, a dona de casa Daniela da Silva, 30 anos, prima de Diego, o evento serviu para as famílias aproveitarem o dia de uma forma diferente na região. 

— Não temos muito lazer no bairro. Por isso, temos que aproveitar esta oportunidade. O falecido Diego deve estar feliz onde ele estiver — acrescentou Daniela.

 PORTOALEGRE-RS-BR 15.10.2017Grupo de amantes de carros - Carcacinhas Club PoA - reuniu-se para dar uma tarde de alegria para crianças do bairro Belém Velho.Ana Viana e o filho Pedro Marques brincam na piscina de bolinhasFOTÓGRAFO: TADEU VILANI AGÊNCIA RBS  DG Geral
Pedro brincou na piscina de bolinhasFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Emocionado com a homenagem do grupo, o pai de Diego, o motorista Adão Marcos da Silva, 39 anos, fez questão de fazer parte do Carcacinhas e de participar das atividades. 

— Hoje, sinto como se ele estivesse aqui. É como se eu fosse ele aqui ajudando a todos. No que eu puder, estarei sempre junto com a turma — disse. 

Sócio-fundador do Carcacinhas, o motorista Dieferson Oliveira dos Santos, 34 anos, melhor amigo do homenageado, foi quem deu seguimento à ideia inicial de Diego. Meses antes de ser assassinado, o jovem havia comentado com o amigo a intenção de formar uma rede de solidariedade. Chegou a criar o logotipo do grupo, que tem a imagem do personagem Seu Madruga, do programa de tevê Chaves, e de dar o nome: Carcacinha, por conta dos carros. 

Leia mais
Comerciante transforma lacres e tampas plásticas em solidariedade
Festa para debutantes com deficiência precisa de doações

— Ele dizia que "quem cedo Madruga, Deus ajuda". Por isso, colocou o Seu Madruga, que também era magrinho, só a carcacinha. E ainda juntou porque que gostávamos de carros usados. Mas antes de fundarmos o grupo, ele acabou morrendo de forma violenta. O Diego estará sempre conosco, em cada memória e em cada ação que fizermos — resumiu Dieferson, com os olhos marejados. 

No Natal do ano passado, quando o grupo só tinha um mês de fundação, 200 brinquedos foram distribuídos. Na Páscoa, 180 crianças ganharam cestas repletas de doces. Ontem, o número triplicou: 600 crianças receberam lanches, brinquedos e cestas com guloseimas. 

Para ajudar
* Para fazer parte do grupo, é preciso gostar de carros e de ser solidário.
* Por mês, é cobrada uma taxa de R$ 10 de cada integrante.
* O dinheiro é revertido em ações beneficentes que depois são compartilhadas no Facebook do grupo.
* Contatos pelo facebook.com/Carcacinha.





 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros