Magali Moraes: cinquentona e feliz da vida - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga13/10/2017 | 10h00Atualizada em 13/10/2017 | 10h00

Magali Moraes: cinquentona e feliz da vida

Magali Moraes: cinquentona e feliz da vida Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Quando você ler a coluna de hoje, eu vou estar numa praia da Bahia. Me espreguiçando dentro de um corpinho que completa 50 anos! Feliz da vida por iniciar uma nova década. Troquei a festa por um feriadão com sol, mar, água de coco, pé na areia, vento balançando folhas de coqueiros, leveza de espírito e apenas três convidados. Tô achando bem poderoso fazer 5.0. É uma idade que pede atitude. Lá nos antigamentes, os 50 eram o começo do fim. Agora são apenas o começo.

Cinquentona, quem diria! Me sentindo uma guria. Olhando no espelho, desfocando os defeitinhos e apreciando o conjunto da obra. Não é uma ruga qualquer que vai me derrubar. Tenho orgulho de cada passo que dei. Inclusive os tropeços. Tô curiosa pra ver o que vem pela frente. Agradecida até o último fio de cabelo pela saúde e a família que tenho. Disposta a manter a autoestima lá em cima. Se os 50 são os novos 30, vou descobrir já.

Leia outras colunas da Maga

Experiência acumulada

Essa coluna é um presente de aniversário para as mulheres (librianas ou não) que se sentem bem dentro da própria pele. Que não escondem a idade. Que sabem usar a experiência acumulada a seu favor. Que envelhecem como um bom vinho (parem de dizer que isso é privilégio dos homens). Mulheres que seguem usando o cabelo que querem e o tipo de roupa que gostam, mesmo que alguém diga "depois de certa idade não pode". Não pode é criar regras bobas pra policiar os outros.

A vantagem de ficar mais velha é chegar lá primeiro e tranquilizar as amigas. Para as mais novas, eu digo: venham sem medo, tá? Para as mais velhas, eu peço: não me contem tudo antes da hora, a surpresa faz parte. Não foi por acaso que escolhi a Bahia pra cinquentar. Quero me inspirar nessa alegria, colorido e simplicidade. Principalmente nesse ritmo desacelerado que faz pensar se precisa mesmo ser tudo tão corrido. Parabéns pra todos os librianos que também estão de níver! Uma sexta-feira 13 de muita sorte pra nós! 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros