Magali Moraes e os librianos indecisos (ou) Uma eterna indecisão - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga04/10/2017 | 10h00Atualizada em 04/10/2017 | 10h00

Magali Moraes e os librianos indecisos (ou) Uma eterna indecisão

Magali Moraes e os librianos indecisos (ou) Uma eterna indecisão Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

A maior prova de que sou libriana é a coluna de hoje ter dois títulos. Você nunca tinha visto isso no DG, né? Não consegui decidir, aí mandei os dois. Sorte que a minha editora Cáren Baldo entende os librianos. Brincadeiras à parte, bem que as pessoas poderiam ser mais compreensivas com a nossa indecisão. É sem querer! Tirando esse detalhe às vezes irritante, somos gente boa. Nunca peça pra um libriano escolher rapidamente alguma coisa. Primeiro vamos analisar as opções, o que leva um certo tempo.

Não sou de acompanhar horóscopo, mas gosto de ler sobre as personalidades de cada signo. Librianos vivem equilibrando os dois pratos da balança, pesando os prós e contras, ouvindo todos os lados da história. Não toleramos injustiças. Somos amigos confiáveis. E românticos, alegres, sedutores. Gostamos de paz e harmonia. Odiamos conflitos. Trabalhamos bem em equipe. Somos sociáveis e extrovertidos. Preferimos estar acompanhados do que sozinhos. Apreciamos o que é esteticamente belo. Unimos as pessoas com facilidade.

Leia outras colunas da Maga

Mapa astral

Bom, isso é o que dizem sobre os nascidos de 23 de setembro a 23 de outubro. Acontece que a gente nunca é a definição exata do signo. Depende do ascendente, lua, sol e fatores que mudam tudo. Na prática, podemos nos identificar muito mais com outro signo do que com o nosso. Ando louca pra fazer um mapa astral e descobrir quem mais do zodíaco me representa. Quer dizer, ainda não decidi se faço ou não (típico de libriana). 

E o tal inferno astral antes do níver? Uns dizem que é crença popular. Outros juram que ele existe, sim. Achei uma explicação interessante. Cada ano de vida é um ciclo completo. Perto do aniversário chegar, nossa energia já está no finalzinho, precisando recarregar. E isso só acontece no dia do nascimento, ao iniciarmos um novo ciclo. Faz sentido, não acha? O dia 13 vem aí pra renovar as minhas energias. Tem mais libriano de parabéns? Conta pra mim. 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros