Magali Moraes quer distância da Black Friday - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Coluna da Maga24/11/2017 | 10h00Atualizada em 24/11/2017 | 10h00

Magali Moraes quer distância da Black Friday


A escritora e publicitária Magali Moraes é a nova colunista do Diário Gaúcho. Ela vai escrever a Coluna da Maga, todas as sextas-feiras.
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Só eu não aguento mais ouvir falar em Black Friday? Que preguiça desses descontos que parecem incríveis, mas não são. É como se hoje fosse o único dia possível de compras no Planeta Terra. A cada ano que passa, aumenta o bombardeio de lojas insistindo pra pegar o nosso rico dinheirinho com ofertas mirabolantes de coisas que a gente não precisa. Há semanas sou incentivada a me atolar no débito ou no crédito. Haja paciência pra tantos e-mails e SMS. Sorte que não vejo TV.

Lembra daquela frase clássica das propagandas, "o gerente enlouqueceu"? Pois eu acho que o varejo inteiro tá doido. Nos Estados Unidos, a Black Friday é uma queima de estoques que realmente dá descontos poderosos e as pessoas aproveitam. É bom para os dois lados. Aqui, fica sempre aquela dúvida. Até 70% de desconto mesmo? Procure o asterisco escondidinho em algum lugar, explicando que não é bem assim. Se querem copiar a Black Friday dos americanos, então copiem direito. 

Leia outras colunas da Maga 

Agradecer

O Halloween é um exemplo de cópia que deu certo e diverte. Por que a gente não copia deles o Thanksgiving? O Dia de Ação de Graças acontece na última quinta-feira de novembro (ontem). Uma data mais valorizada que o Natal. É feriado nacional pra que todos se reúnam em família pra agradecer a mesa farta (como os antepassados fizeram com as primeiras colheitas) e os bons momentos do ano. O Dia de Ação de Graças também é celebrado no Canadá. Bem que a gente podia importar essa data pra lembrar como é necessário agradecer.

Aos organizadores dessa muvuca que é a Black Friday: muito obrigada, não quero comprar nada. Não pela obrigação de aproveitar e ser consumista. Tô tranquila. Não vai ser mais um eletrodoméstico que vai fazer a minha alegria. Prefiro focar na friday, a sexta que adoro. E usar muito black, cor chique e gótica. A boa notícia é que teremos quase um ano de trégua até que o varejo enlouqueça novamente com a Black Friday da vez.  




 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros