Mais de 70% dos consumidores pretendem comprar presentes neste Natal, mostra pesquisa do SPC Brasil - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Comércio aquecido08/11/2017 | 15h42Atualizada em 08/11/2017 | 15h42

Mais de 70% dos consumidores pretendem comprar presentes neste Natal, mostra pesquisa do SPC Brasil

Pela primeira vez na pesquisa, aparece que o comércio eletrônico movimentará mais compras do que os shoppings

Mais de 70% dos brasileiros pretendem comprar presentes no Natal deste ano, conforme  pesquisa realizada em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) . Segundo o levantamento, divulgado nesta quarta-feira (8),  110,8 milhões de consumidores brasileiros devem presentear alguém no Natal de 2017 — ou seja, 73% da população consumidora. No ano passado, a pesquisa apontou que  107,6 milhões de consumidores  pretendiam dar presentes — 74% da população consumidora no período. 

Leia mais
Vai às compras? Fique preparado para evitar as pegadinhas no comércio
Imposto de Renda: consulta ao sexto lote começa nesta quarta-feira
O Natal dos shoppings da Capital: piano no chão e teto de luzes

Para realizar a pesquisa, inicialmente, foram ouvidos 730 consumidores nas capitais brasileiras a fim de identificar o percentual de quem pretendia ir às compras no Natal e, depois, a partir de 611 entrevistas, investigou-se em detalhes o comportamento de consumo no Natal. A margem de erro é de, no máximo, 4% e a margem de confiança de 95%. A íntegra está no site spcbrasil.org.br/pesquisas.

A movimentação financeira deverá ser de R$ 51,2 bilhões no comércio, número que representa um leve crescimento na comparação com 2016, de R$ 50 bilhões.  Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, o levantamento dá indícios de que a disposição dos brasileiros para consumir está retornando. 

Gasto menor

Em média, os consumidores pretendem comprar quatro ou cinco presentes – no ano passado, esse número era quatro. O valor médio com cada item será de R$ 103,83. Considerando a compra de todos os presentes, o brasileiro deve desembolsar, em média, R$ 461,91, cifra um pouco mais baixa do que a observada em 2016, que era de R$ 465,59.  

De acordo com o estudo, por mais um ano, as roupas permanecem na primeira posição do ranking (56%). Os brinquedos (43%), perfumes e cosméticos (32%), calçados (31%) e acessórios (24%) completam a lista.

Entre a maioria dos consumidores ouvidos, predomina a impressão de que os presentes de Natal estão mais caros em 2017 do que no ano passado (58%). Para 22%, os produtos estão na mesma faixa de preço, enquanto apenas 7% falam em preços menores.  Investir tempo para fazer pesquisa de preço será novamente um hábito frequente entre os compradores: 83% garantem que vão adotar a prática, e a internet (76%) será a principal aliada para fazer esse tipo de comparação.  

Internet bombando

Neste ano, pela primeira vez, as lojas online ultrapassam os shopping como o local de maior concentração das compras de Natal. Em cada dez compradores, quatro (40%) concentrarão as compras na internet, o que representa um crescimento de oito pontos percentuais em relação a 2016. Na sequência, estão os shopping centers (37%), lojas de departamento (37%) e lojas de rua (26%).  Os endereços online preferidos são os sites das grandes redes varejistas (68%), sites de classificados de compra e venda (42%) e lojas especializadas em vestuário e acessórios (34%). 

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros