Mobilização contra reforma trabalhista terá caminhada em Porto Alegre nesta sexta-feira - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Dia de protestos09/11/2017 | 15h11Atualizada em 09/11/2017 | 15h11

Mobilização contra reforma trabalhista terá caminhada em Porto Alegre nesta sexta-feira

Ato está previsto para ocorrer um dia antes da entrada em vigor da Lei 13.467

Mobilização contra reforma trabalhista terá caminhada em Porto Alegre nesta sexta-feira Divulgação/Secom TRT4
Caminhada começa às 16h, a partir do prédio do TRT 4 Foto: Divulgação / Secom TRT4

O Dia Nacional de Mobilização e Paralisações convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e as centrais sindicais contra as reformas da Previdência e trabalhista e o trabalho escravo, marcado para esta sexta-feira (10), prevê caminhada a partir das 16h entre o prédio do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT 4), na Avenida Praia de Belas, 1.100, e a Esquina Democrática, no encontro da Avenida Borges de Medeiros com a Rua dos Andradas. As mudanças aprovadas na Lei 13.467, a reforma trabalhista, entram em vigor no sábado (11).

Conforme a CUT, o grupo partirá de um abraço coletivo no prédio do TRT 4 até o Centro, onde haverá manifestação às 18h contra medidas do governo de Michel Temer. A tendência é de que a caminhada cause lentidão no trânsito da região neste horário, justamente um dos mais movimentados na Capital. 

Leia mais
Ações que já estão na Justiça não sofrem efeito da nova CLT
Como fica a situação dos sindicatos com a reforma trabalhista
Reforma trabalhista: entenda as 10 principais mudanças

Conforme a assessoria de imprensa da EPTC, caso a mobilização ocupe as vias de tráfego da Capital, haverá o acompanhamento de agentes para orientar o trânsito. O órgão não informou se está previsto bloqueio de ruas ou avenidas. A Brigada Militar não prevê esquema especial de segurança.

Mais cedo, das 10h às 14h, está marcada uma plenária de mobilização no salão da Igreja Pompéia (Rua Doutor Barros Cassal, 220). Não há expectativa de público, conforme os organizadores. 

Atos estão marcados pela CUT em várias capitais nesta sexta. Um dos mais numerosos deve ocorrer em São Paulo. A primeira marcha terá concentração às 9h, na Praça da Sé, e seguirá até a Avenida Paulista. Já na parte da tarde, a mobilização é organizada pelos servidores públicos, que se reúnem a partir das 14h no Palácio dos Bandeirantes, onde haverá ato e será entregue a pauta de reivindicação do conjunto do funcionalismo ao governador. 

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros