"Em casa ele organiza bem as coisas", diz Angélica sobre possível atuação de Huck na presidência - Notícias

Versão mobile

 

Palavra da mulher15/12/2017 | 12h08Atualizada em 15/12/2017 | 12h08

"Em casa ele organiza bem as coisas", diz Angélica sobre possível atuação de Huck na presidência

Em entrevista ao GaúchaZH, apresentadora falou a respeito das gravações do programa no Rio Grande do Sul e sobre a desistência do marido em concorrer na próxima eleição

"Em casa ele organiza bem as coisas", diz Angélica sobre possível atuação de Huck na presidência Lauro Alves/Agencia RBS
Apresentadora visitou Porto Alegre para gravar edições do "Estrelas do Brasil" Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

Em Porto Alegre para gravar edições do programa Estrelas do Brasil, a apresentadora Angélica visitou o estúdio do GaúchaZH nesta sexta-feira (15). Ela tentou, mas não conseguiu fugir de perguntas sobre a possibilidade do marido, Luciano Huck, tornar-se presidente do Brasil — hipótese descartada em novembro, quando o apresentador escreveu um artigo dissipando especulações.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

Questionada se ficou aliviada quando o companheiro esclareceu que não se lançaria candidato, Angélica disse que houve alívio, mas apenas em parte, uma vez que considera que faltam opções aos eleitores. Em sua visão, o marido tem qualidades que o tornariam um líder político qualificado.

— Como esposa dele, sim (houve alívio). Mas como brasileira, não sei. A gente está numa situação em que faltam opções. Em casa, ele organiza bem as coisas. Isso já seria um bom começo — disse, assim que abandonou o estúdio da Rádio Gaúcha, onde participou do programa Timeline, e correu em direção ao estúdio da Rádio Atlântida para gravar um quadro com os integrantes do Pretinho Básico que deve ser incluído no Estrelas do Brasil. 

Angélica também falou que a possibilidade de candidatura de Huck era vista com ar de brincadeira pelas pessoas próximas ao casal. Por outro lado, os mais íntimos pareciam não querer que o apresentador entrasse para o meio político.

— Comigo, as pessoas tinham certo receio de falar do assunto. O que eu achava ótimo. Elas tinham também um pouco de pena. As pessoas ficavam com dó de perguntar isso. É engraçado, quem gosta muito da gente não queria isso pra gente — brincou a apresentadora.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

No ar há 11 anos, o programa Estrelas se transformou em Estrelas do Brasil com a proposta de dar visibilidade a pessoas que transformam o país em suas localidades, a partir das próprias experiências e talentos. No Rio Grande do Sul, a produção passou por Bento Gonçalves, Guaíba e Porto Alegre. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 15/12/2017 - Fotos da vista apresentadora Angélica ao  prédio da RBS na manhã desta sexta feira.(FOTOGRAFO: LAURO ALVES / AGENCIA RBS)
Como esposa de Luciano Huck, Angélica disse ter sentido alívio quando o marido descartou candidaturaFoto: Lauro Alves / Agencia RBS

Na cidade da Serra, gravaram em locais turísticos como o Caminhos de Pedra, que contou com a participação da atriz Flávia Alessandra e família. Em Guaíba, visitaram um fazenda na companhia da atriz Tainá Müller, do pagodeiro Mumuzinho e dos cantores Neto Fagundes e Tchê Guri. Em Porto Alegre, o músico Lucas Lima e a atriz Elizângela gravaram na Casa de Cultura Mario Quintana. 

Depois da experiência percorrendo cidades gaúchas e coletando histórias, Angélica disse ter ficado surpresa com a tradição mantida pelos moradores e com o afeto que nutrem pelo Estado.

— Se o Brasil todo tivesse orgulho do país como o gaúcho tem do Rio Grande do Sul, a gente estaria bem na foto — disse.

O Estrelas do Brasil gravado no Estado deve ir ao ar na Globo em fevereiro de 2018, a partir do final de semana de Carnaval. Serão cinco programas exibidos sucessivamente.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros