Manoel Soares: "Que 2018 seja de mais amigos e menos brigas" - Notícias

Versão mobile

 

Papo reto30/12/2017 | 10h00Atualizada em 30/12/2017 | 10h00

Manoel Soares: "Que 2018 seja de mais amigos e menos brigas"

O distanciamento que rola nesta época impacta no ano que começa. Aproveite o final de ano para se reaproximar daquelas pessoas com quem brigou

Manoel Soares: "Que 2018 seja de mais amigos e menos brigas" Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Fiquei espantado ao perceber como diversas pessoas contaram, nas redes sociais, que passaram o Natal sozinhas ou longe da família. Muitos a quem perguntei responderam que foi um ano de muitas brigas, de debates acalorados nos quais parentes e amigos disseram uns para os outros o que não deviam. 

Fui ainda mais intrometido e questionei para alguns como foram as brigas. A maioria me disse que foram via redes sociais. Isso me deixou com uma pulga atrás da orelha. As redes sociais foram inventadas para aproximar pessoas, não para distanciar. Mas como estamos todos numa pegada de “8 ou 80”, diferentes opiniões viram motivo de briga. Mas isso sempre foi normal na vida. O que mudou, então?

Não vale a pena

É que, nas redes sociais, as palavras ficam registradas. No teclado do celular, não temos que olhar nos olhos e ver como palavras machucam. O distanciamento que rola no fim do ano é somente o reflexo disso, mas que também impacta no ano que se inicia. A melhor coisa a fazer seria ligar para amigos e pessoas que viraram desafetos por conta de redes sociais e dizer que a distância não vale a pena.

Uma dica: não façam por redes sociais essa reaproximação. Afinal, nas redes, é muito difícil que as intenções sejam entendidas como de fato são. Desejo a todos que entrem 2018 com muitos amigos e com menos espaços para brigas.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros